O SXSW dos games

Buscar
Publicidade

Opinião

O SXSW dos games

O Brasil é top 3 em consumo de jogos no mundo, o principal mercado da América Latina e ainda conta com alguns dos melhores atletas de eSports


27 de junho de 2018 - 12h16

De 12 a 14 de junho, aconteceu em Los Angeles, nos Estados Unidos, a 24ª. edição do Eletronic Enterneniment Expo (E3), considerado o maior evento de games do planeta. Uma espécie de South by Southwest (SXSW) dos games em dimensões menores, sim, mas com enorme relevância para esta indústria. Ruas fechadas no entorno do LA Convention Center, hotéis e espaços comerciais tomados por live presence das principais brands. Desenvolvedores de jogos eletrônicos são os grandes protagonistas.

Crédito: Fernanda Lobão

Todos, sem exceção, programam seus principais anúncios do ano para o E3, entre eles, Nintendo, Sony (Playstation), Ubisoft (Just Dance, Rainbow6) e Epic Games, com a nova febre Fortinite, além de tantos outros. É uma superprodução de stands, ambientação e, acima de tudo, conteúdo audiovisual cinematográfico, digna de um parque temático permanente, com gameplays, freeplays imersivos, cosplays e muito live stream com presença de grandes influenciadores do segmento nas ativações.

No coração do E3, os grandes anúncios — novos jogos, versões para switch, console, mobile e tudo mais. Segundo a Crimson Hexagon, que verificou o conteúdo de mais de 4,5 milhões de postagens em redes sociais, a Nintendo foi a campeã com 29% dos comentários, seguida da Bethesda. Uma curiosidade que reforça a força da gigante comunidade fã de games é que, até 2016, o E3 era uma feira restrita à indústria e imprensa e, no ano passado, abriu oficialmente para o público. A diferença de acesso é pequena. Indústria e imprensa chegam mais cedo ao local nos primeiros dois dias de evento e, no terceiro dia, juntam-se ao público no horário de funcionamento. Ao todo, 69,2 mil pessoas passaram pelo E32018.

No conteúdo, absolutamente tudo impressiona! A grandiosidade das produções físicas dos stands, iluminação, telas gigantescas de altíssima resolução, sonorização, conteúdo audiovisual. Tudo milimetricamente pensado para oferecer a melhor e mais incrível experiência para quem passa por lá. Em um dos poucos painéis da programação, a Microsoft revelou que está desenvolvendo games inspirados na vida real, em situações cotidianas. Já a best seller Walking Dead lançou nova versão enquanto Fortinite e Smash Bross anunciaram versão para switch.

Passando para uma outra vertente do business, chamou a atenção a presença de gigantes no território de live stream. Se até pouco tempo atrás a Twitch TV, pioneira do segmento e comprada pela Amazon em 2014, reinava soberana neste ambiente, no E32018 Facebook Gaming e Mixer, da Microsoft, entraram pesado promovendo programação de live streaming all day long, diretamente de seus stands. Também levaram celebridades, atletas e influenciadores, cujos contratos foram fechados nos últimos meses.

Em época de Copa do Mundo, com o patriotismo aflorado, dá orgulho encontrar tantos brasileiros bem posicionados nas principais empresas de games do mundo. Estive com nossos conterrâneos que trabalham nos escritórios globais da Riot Games (do eSport mais popular do mundo, o League of Legends), Blizzard, Ubisoft, FB e tantos outros, conversando sobre tendências, e todos são unanimes em reafirmar a relevância do Brasil na indústria global. Somos um mercado prioritário para os desenvolvedores de games em maior ou menor grau. O Brasil é top 3 em consumo de games no mundo, o principal mercado da América Latina e ainda conta com alguns dos melhores atletas de eSports. Somos campeões mundiais de CS, Rainbow Six, Just Dance, e outros mais. Uma perspectiva promissora para quem está inserido nesse contexto.

Finalmente, voltando à analogia com o SXSW, vale comentar que os principais players promoveram festinhas privadas e bombadas, com a presença de influenciadores, em alguns dos locais mais badalados da cidade. Me despedi de Los Angeles com a certeza de que valeu muito a pena conhecer o E3. É um evento obrigatório para quem está nesse game.

Publicidade

Compartilhe

Veja também