AO VIVO

Assista ao vivo a transmissão da cerimônia do Caboré 2021

Adaptação ou reinvenção: qual o futuro dos grandes eventos?

Buscar

Opinião

Publicidade

Adaptação ou reinvenção: qual o futuro dos grandes eventos?

Será que a festa mais popular do Brasil, o Carnaval, será como antes ou o público exige mudanças drásticas?


30 de novembro de 2020 - 18h24

(Crédito: Reprodução)

Oito meses após o início da pandemia no Brasil, podemos elencar inúmeros aprendizados, entre eles o aumento da criatividade com descobertas de novos formatos de comunicação e eventos. Mas, ainda em um cenário muito mais promissor, nos vemos mergulhados em algumas dúvidas e ainda não sabemos ao certo quando tudo voltará a ser como antes. Com as notícias indicando uma vacina cada vez mais próxima, e as grandes datas comemorativas se aproximando, as marcas começam a repensar seus eventos — que em um primeiro momento explodiram no online, como as próprias lives. A questão agora é entender se o caminho é voltar ao que era antes, se devemos adaptar alguns fatores ou reinventar por completo alguns projetos.

Essas dúvidas ficam ainda mais latentes quando pensamos em grandes e mega eventos como o Carnaval, por exemplo. Uma pesquisa que encomendamos recentemente para saber o que as pessoas esperam dessa festa, nos mostrou que, mesmo depois da vacina, o comportamento do público vai mudar e é necessário uma reformulação e inovação das empresas e marcas envolvidas com o evento mais popular do Brasil. O estudo mostrou que a maioria da população acredita que todas as festas populares, que têm como premissa a aglomeração de pessoas, devem ser repensadas. 68% afirmam que serão mais exigentes em relação às condições de higiene desses eventos, enquanto 49% darão preferência a festas menores.

Isso mostra duas tendências no mercado de eventos: a primeira é que eles não poderão mais ser realizados como antes de nenhuma forma. Adaptações na estrutura deverão ser realizadas para que as condições de higiene sejam elevadas. Banheiros químicos e aglomerações em bares são exemplos de práticas comuns nos eventos pré-pandemia que, com certeza, não poderão seguir na pós-pandemia.

A segunda tendência é a diminuição do tamanho do evento. Essa é uma discussão um pouco mais complicada. Passamos anos buscando meios de expandir nossos eventos e, agora, estamos falando em voltar atrás. Porém, devido à nova curva de comportamento é uma ação que deve ser levada em consideração. Tornar os grandes eventos mais exclusivos e, com isso, diminuir a aglomeração de pessoas pode também aumentar o interesse do público nesse novo cenário.

Não restam dúvidas de que o tão popular termo “novo normal” trará grandes e consideráveis mudanças no mundo dos eventos, nada será como antes; pelo menos não agora. Por isso é tão importante se antecipar e levar alternativas paras os clientes ligados a essas festividades. Este é o nosso desafio e já estamos nos preparando com diversos projetos para suprir a demanda deste ano tão atípico e você, está?

**Crédito da imagem no topo: reprodução

Publicidade

Compartilhe