Publicidade

Opinião

War room

Como o social listening em tempo real pode ajudar as marcas em grandes eventos midiáticos


30 de junho de 2022 - 10h00

(Crédito: iStock)

Vivemos numa era de intenso comportamento multitela, com atenção pulverizada e, ao mesmo tempo, complementar. Podemos assistir a conteúdos televisionados, conferir a cobertura no Youtube, fazer uma live e comentar nas redes sociais, além de conferir as opiniões de outras pessoas sobre o assunto na internet. Ou seja, além da audiência de um evento ou programa em TV aberta, fechada ou streaming, a repercussão de um acontecimento midiático vai além e gera conversas entre as pessoas, o que reflete e muito nas redes sociais. O Big Brother Brasil que o diga: foram coletadas 82,6 milhões de publicações no ambiente digital ao longo de 100 dias de transmissão do reality show.

E o que isso significa para marcas anunciantes? Como entender as reações das comunidades para traçar estratégias, criar ações de oportunidade, responder rápido a possíveis crises, entrar na conversa real time? Com grandes ações como a Copa do Mundo e o Rock in Rio vindo por aí, como estar preparado?

O war room de grandes eventos midiáticos, ou mesmo de grandes campanhas e lançamentos de produtos se apoiam no social listening em tempo real, e conseguem acompanhar conversas relevantes, auxiliar na criação de conteúdos para engajar, aumentar a conexão com a comunidade e contribuir para uma melhor visibilidade e lembrança de marca. Tudo baseado em inteligência artificial, análise de dados e, por que não, análise preditiva. Horas antes do anúncio oficial do vencedor do BBB 22, por exemplo, a análise preditiva realizada pela STILINGUE no war room “Confrar.IA BBB” permitiu a previsão do vencedor, com apenas quatro pontos percentuais de diferença do número de votos do público.

Eventos diversos, mas com dados no centro da estratégia

De fundamental importância para grandes acontecimentos, um war room reúne profissionais de diversas competências – Business Intelligence, Community Management, Customer Manager, Criação, Conteúdo, Design – que, ao trabalharem de maneira concentrada e interligada, analisam dados e os transformam em insights estratégicos, colocando ações em prática com grande agilidade.

Para transformar um grande volume de dados em informações realmente relevantes é preciso tecnologia avançada e o time adequado ao porte do desafio. Além de uma final de um programa de grande repercussão como o Big Brother Brasil, é possível realizar um war room e tirar grande proveito desta iniciativa em eventos, festivais, campeonatos, grandes estreias e por aí vai. O social listening em tempo real já se tornou um trunfo, por exemplo, em grandes acontecimentos como a CCXP, o maior evento de cultura pop do planeta, o Teleton, programa de entretenimento para arrecadar fundos para a AACD, e a estreia do canal CNN no Brasil. Neste mundo data driven e multitela, com uma profusão de dados, é essencial não apenas captar os conteúdos gerados pelo público, mas entendê-los e transformá-los em ação em tempo real.

Publicidade

Compartilhe

Veja também