Petlove questiona práticas do mercado pet em vídeo

Buscar

Petlove questiona práticas do mercado pet em vídeo

Buscar
Publicidade

Marketing

Petlove questiona práticas do mercado pet em vídeo

Movimento “Petlove não vende” quer acabar com qualquer tipo de comercialização nociva ao bem-estar dos animais


24 de junho de 2024 - 14h33

No mês em que completa 25 anos, a Petlove apresenta o movimento “Petlove não vende”. A ação pretende acabar com todo tipo de comercialização que seja prejudicial aos animais de estimação. A campanha foi criada em parceria com a Pros e teve curadoria da ONG Instituto Caramelo.

Petlove não vende

Manifesto será veiculado em várias plataformas (Crédito: Reprodução)

As práticas combatidas envolvem a venda de animais em vitrines e a distribuição de produtos considerados nocivos, como coleiras de choque, anticoncepcionais para fêmeas e medicamentos falsificados.

A campanha conta com um vídeo manifesto, narrado pela apresentadora Ana Maria Braga. Ele será exibido nas redes sociais, televisão, jornais e rádios. O movimento também colocou no ar a página Petlove Não Vende, que destaca quais são os produtos prejudiciais, assim como melhores práticas.

Para incentivar que esses produtos sejam retirados do mercado, o público poderá se desfazer dos itens nas lojas físicas da Petlove, em São Paulo, e realizar a troca por um cupom de desconto no valor de R$ 50. Com a ação, a companhia quer reforçar seu posicionamento como uma marca ativista.

Publicidade

Compartilhe

Veja também