Escolha o seu impacto

Buscar
Publicidade

Opinião

Escolha o seu impacto

Nossa profissão é onde mais podemos fazer a diferença na vida das pessoas


19 de dezembro de 2022 - 10h01

Crédito: New Africa/Shutterstock

Você prefere almoçar um Big Mac ou um Cheddar McMelt? Há momentos na vida que as decisões são difíceis. De um lado, algo familiar e garantido. Do outro, o inusitado e surpreendente. Toda escolha envolve riscos.

Nessa época do ano, todo mundo está fazendo escolhas. Mas não estou falando da dúvida no presente do amigo secreto ou na cor da roupa íntima para o Réveillon. Nem da “difícil” decisão sobre colocar ou não as uvas passas na farofa da ceia. É sobre as reflexões que vêm junto com o fim de um ciclo e os compromissos que fazemos a nós mesmos para a nova fase que se inicia.

Dezembro é hora de lembrar o que foi e criar expectativas do que vem. Hora de fazer retrospectivas e de estimar as tendências. Hora de perceber o legado e preparar o propósito.

Como foi o seu ano? Em 2022 teve retorno da pandemia, guerra na Ucrânia, Copa do Mundo. Teve Carnaval em abril, aposentadoria do Federer, álbum de figurinha, golaço do “pombo” e despedidas do Jô Soares e rainha Elizabeth II. Teve Acorda, Pedrinho, Desenrola, Bate, Joga de Ladinho e “Bora Bill”. Teve Coldplay, Justin Bieber e Simone sem Simaria. Teve varíola dos macacos, protesto de caminhoneiros e Elon Musk comprando o Twitter. Teve ensaios de metaverso, podcasts bombásticos e lives que bateram recordes. E teve o evento que remete à expressão mais buscada no Google durante o ano: “eleições 2022”.

Para quem curte polêmicas e emoções, foi um prato cheio. E para quem só está deixando o barco andar conforme o vento, foi um piscar de olhos. Blink! (tentativa de onomatopeia para um piscar de olhos). Ué, não foi ontem que estávamos ansiosos pela chegada de 2022? Passou.

Se esse artigo tivesse fundo sonoro, entraria agora a trilha da Simone cantando: “Então é Nataaaaaaaaal, e o que você fez?” — aquela canção que nos convida a pensar sobre a vida.

Os finais de ano são uma excelente oportunidade para revisitar nossas prioridades. E fazer novas escolhas. O Ano Novo pode ser apenas uma virada de folha no calendário. Ou o começo de uma nova fase, um novo momento. De alguém que entendeu que temos apenas mais uns 40 verões pela frente e um deles está acontecendo agora mesmo.

Eu já fiz a minha reflexão. E estou profundamente agradecido por 2022. Não foi nada fácil, mas foi importante. Esse ano trouxe choros e preocupações. Mas também trouxe muitas conquistas, alegrias, abraços e momentos históricos.

Vou lembrar para sempre de 2022. Pelas pessoas que estiveram por perto, pelos aprendizados, pelos recordes, pelas intenções, pelas decisões. Foi um ano de colocar valores em prática. De ter fé. De arriscar e tentar um sonho diferente. Que talvez não seja maior, mas que tem tudo para ser mais alto.

Nosso trabalho certamente será o lugar onde vamos interagir com mais pessoas ao longo dos anos. Depois da família, nossa profissão é o ambiente onde mais temos a oportunidade de fazer a diferença na vida dos outros. Você quer conhecer o caráter de alguém? Trabalhe todo dia ao seu lado.

Tem um montão de gente passando aí perto de você no horário comercial. Clientes, fornecedores, colegas, chefes, estagiários. Eles estão vendo a sua reação nos dias em que é aplaudido e nos dias em que alguém puxa o seu tapete. Eles são impactados pela forma como você lida com más notícias, problemas de equipe e metas não atingidas. Também estão observando quando você é elogiado, reconhecido ou promovido. Qual é o impacto que você quer causar nos outros? Como vai usar o seu trabalho para construir um ano de 2023 cheio de memórias significativas?

Lembre-se disso quando estiver fazendo as suas escolhas — especialmente aquelas mais importantes.

Já para o almoço, recomendo que continue escolhendo um bom Big Mac (ou será melhor um Cheddar McMelt?).

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Você já sentiu culpa por descansar?

    É necessário desafiar essa noção uma vez que o descanso é componente essencial para a criatividade e produtividade em geral

  • Pilha no brinquedo #5: Frame Mental > Diagramas e Formatos

    Essas estruturas são como dividir a complexidade dos dados em partes menores, tornando possível identificar padrões e relações, promovendo insights mais profundos