Memes como ferramenta de marketing social

Buscar

Memes como ferramenta de marketing social

Buscar
Publicidade

Opinião

Memes como ferramenta de marketing social

Como o humor viral impulsiona estratégias de impacto


7 de junho de 2024 - 6h00

Com um público cada vez mais exigente, as marcas entenderam que o impacto social além de ser transformador, pode ser lucrativo. O ESG se tornou prioridade na agenda de 95% das empresas brasileiras, de acordo com estudo da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje). Dentro das iniciativas de ESG, as empresas estão desenvolvendo ações de diversidade e inclusão (D&I) e sustentabilidade.

No Brasil, 79% dos consumidores querem que empresas e marcas se posicionem sobre assuntos importantes, como sociedade, cultura, meio ambiente e política, segundo a pesquisa da “Global Consumer Pulse” da Accenture Strategy. No campo das ideias já não restam dúvidas sobre a importância e relevância de se produzir impacto social, aliás as pautas sociais já viraram calendário, mas na prática tem muita gente falando sobre e pouca gente, de fato, gerando impacto e conseguindo resultados. As pessoas têm cobrado cada vez mais por ações efetivas’’

O que as empresas têm feito para a sociedade além de lucrar?

Talvez na publicidade, as agências estão começando a entender por onde seguir, porém a realidade é desafiadora. Este é um ambiente pouco diverso, o que contribui negativamente na construção de ações e campanhas efetivas, nas agências brasileiras 85% dos CEOs e presidentes são homens e 95% pessoas brancas. Pode-se dizer que essa estrutura de governança culmina no resultado final das campanhas, se compararmos este dado, ao resultado da pesquisa da Nielsen, segundo a qual cerca de 66% dos negros se sentem mal representados na mídia.

Vale ressaltar que no status quo econômico atual, os desafios se convertem em oportunidades que demandam soluções. Ou seja, compreender a diversidade, o impacto socioambiental e a agenda ESG, e agir com intencionalidade em toda a governança é estratégico ao negócio. Especialmente relevante é contar com tomadores de decisão que possuam experiência e vivência nesses desafios.

Observando e entendendo essas oportunidades, surge um movimento em que a criatividade e o humor são usadas como ferramentas poderosas para gerar impacto social. Páginas de memes, como a Melted, destacam-se não apenas pela sua popularidade, mas também pela capacidade de envolver e engajar uma comunidade ativa, abordando questões sociais de forma orgânica e impactante.

No cotidiano da Melted, eles encontraram uma metodologia com capacidade de trazer ótimos resultados:

Um time criativo e atento ao que está em alta na internet;

Posicionamento objetivo sobre impacto social e temas importantes para trazer para a comunidade;

Diálogo aberto com as marcas sobre o que realmente funciona;

Conhecer o público e como é recebido os temas de impacto social;

Cocriar com pessoas que vivem a realidade dos temas e são especialistas, para trazer as pautas com responsabilidade;

Sobre a metodologia, o CEO da Melted, Yuri Zero, pontua que:

‘’A gente tem uma metodologia de trabalho que é a conversa, somos um iniciador de conversas, através dos conteúdos que soltamos nas mídias sociais. Tem os fatos que acontecem no dia a dia, então estamos o tempo todo garimpando e entendendo o que tá acontecendo, pra gente captar essa pauta e traduzir ela pros nossos canais. O objetivo é enriquecer o debate, no final do dia queremos gerar essa conversa para que a pauta tenha visibilidade e possamos fortalecer”.

Segundo Yuri Zero, é diferente das agências que, muitas vezes, estão muito preocupadas com o que o cliente vai falar; o objetivo das produções na Melted é de como as pessoas vão ouvir o que o cliente quer falar, traduzir a mensagem através dos memes. Com um público de maioria jovem, 54,24% tendo entre 25 e 24 anos, a página acumula mais de 2 milhões de seguidores só no Instagram e compreende o impacto social presente em até 50% dos seus conteúdos.

Alinhando humor, pautas atuais e gerando identificação, a Melted e outras páginas de humor têm trazido conteúdos de impacto e se destacado, com linguagem simples, direta e transmitindo os valores e posicionamentos da marca. A forma autêntica de produzir conteúdo já chamou a atenção de marcas como Ambev, Spotfy, Nubank, Ubisoft e até mesmo da Organização das Nações Unidas (ONU).

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • A estratégia por trás dos naming rights no Brasil

    O mercado brasileiro de naming rights ainda está em estágio inicial, mas com grande potencial de crescimento

  • Branding e influência: valores e conexão

    Os consumidores, informados como nunca, colocam grande importância na autenticidade e na integridade das marcas que escolhem apoiar ou consumir