Campanha da Época Cosméticos celebra mulheres trans

Buscar
Publicidade

Women to Watch

Campanha da Época Cosméticos celebra mulheres trans

O novo filme para as redes sociais destaca a carreira de Divina Valéria e Luh Maza


5 de junho de 2024 - 8h36

Para marcar o Mês do Orgulho, a marketplace de beleza Época Cosméticos, do grupo Magalu, acaba de lançar um filme que homenageia Divina Valéria e Luh Maza, duas mulheres trans de destaque. 

Divina Valéria é pioneira entre as artistas trans no Brasil, primeira a lançar um disco em 1966, e completa 80 anos ainda em junho. A cineasta Luh Maza, por sua vez, é a primeira roteirista trans da TV brasileira. 

O filme, de 1 minuto e meio, foi criado pela própria Luh Maza especialmente para as redes sociais de Época Cosméticos e das artistas. Em linguagem de making of, as duas são flagradas em seus momentos de concentração: Valéria no camarim, e Luh no estúdio, até o encontro emocionante entre elas. 

A ação celebra todas as pessoas que fazem história em suas áreas, superando desafios e preconceitos. Rodada em São Paulo, a produção de pequeno porte marca a estreia da produtora Maza Filmes, de Luh Maza, na publicidade, e contou com uma equipe totalmente LGBTQIAPN+ e de maioria trans. 

Valéria Fernandez Gonzalez é cantora e estreou em 1964 no primeiro grande show de travestis do Brasil, “Les Girls”. Em 1966, lançou o primeiro disco de uma cantora trans, o compacto “Valéria”. A partir daí, a artista viajou o mundo, mas foi no Uruguai que recebeu o apelido que carrega até hoje: Divina.  

Apesar da repressão naqueles tempos, Divina Valéria trabalhou com os maiores nomes do show business brasileiro, ainda que fosse proibida de aparecer na televisão, o que só aconteceria décadas depois. Recentemente tem se dedicado a inúmeros filmes, como o documentário “Divinas Divas”, “Cidade Baixa” e “Marie”. Em 2023, Divina Valéria foi uma das estrelas convidadas do elenco da novela das nove da Globo “Travessia”. Além disso, ela também estará no filme a estrear “Nada Somos” (“Insubmissas”), com direção de Luh Maza. 

Luh Maza é diretora, atriz, roteirista e escritora. Escreveu, dirigiu e produziu sua primeira peça aos 17 anos. Desde então, encenou dezenas de espetáculos, incluindo “Transtopia”, com o qual se tornou a primeira diretora trans convidada pelo Theatro Municipal de São Paulo. Em 2019, estreou na televisão com “Sessão de Terapia” (Globoplay/GNT), quando se tornou a primeira roteirista trans da TV brasileira.  

Entre outros trabalhos audiovisuais, destacam-se o filme da campanha “Trinta e Cinco” (Young & Rubicam/Fauna), com seu roteiro e codireção criativa; o filme de “Passos Para Visibilidade” para o Mercado Livre; e em 2024, “Da Ponte Pra Lá” (Max), onde além de roteirista foi a primeira diretora trans em uma série de ficção em streaming no Brasil. 

Ficha técnica:

Campanha: Eu faço História com Orgulho

Estrelando: Divina Valéria e Luh Maza

Criação e direção: Luh Maza

Direção de fotografia: Sladká Meduza

Montagem e finalização: Mari Crestani

Beleza: Magô Tonhon

Styling: André Campos

Retratos: Nu Abe

Retouch: Alícia Abe

Locação: Espacio Secreto

Assistência de fotografia: Zuma Link

Produção: Danilo Forziati

Produção executiva: Luh Maza

Produtora: Maza Filmes

Cliente: Época Cosméticos

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Lideranças femininas de tech estão à frente na adoção de IA generativa

    Lideranças femininas de tech estão à frente na adoção de IA generativa

    Estudo aponta que mulheres seniores em funções técnicas estão, em média, 14 p.p. à frente dos homens no uso da tecnologia

  • Beta Boechat: as pazes do ativismo com o mundo corporativo

    Beta Boechat: as pazes do ativismo com o mundo corporativo

    Após 15 anos no mercado de marketing e influência, a fundadora do Movimento Corpo Livre chegou a conclusões importantes sobre a diversidade na indústria da comunicação