Cada R$ 1 em publicidade gera R$ 10,7 na economia

Buscar

Comunicação

Publicidade

Cada R$ 1 em publicidade gera R$ 10,7 na economia

Estudo da Deloitte para a Associação Brasileira das Agências de Publicidade aponta impacto da atividade

Alexandre Zaghi Lemos
1 de novembro de 2016 - 18h53

A Associação Brasileira das Agências de Publicidade (Abap) está divulgando estudo encomendado a Deloitte sobre o impacto da atividade na economia do País. Segundo os cálculos, cada R$ 1 investido em publicidade gera, em média, um retorno de R$ 10,69. E a cada variação de 1% no investimento publicitário desencadeia variação de 0,07% no Produto Interno Bruto (PIB) per capita.

O estudo usou um modelo já aplicado pela Deloitte no Reino Unido em levantamento semelhante realizado para a Advertising Association. No Brasil, a base para o cálculo foram os R$ 33,5 bilhões aferidos pelo Projeto Inter-Meios em 2014, último ano do estudo que acompanhava a evolução do mercado brasileiro. Com isso, o impacto calculado no conjunto da economia brasileira seria de R$ 358 bilhões.

A publicação da Abap que apresenta o estudo está sendo distribuída ao mercado nesta semana, e ressalta que “a publicidade movimenta o mercado, suporta a independência e a pluralidade dos meios de comunicação e assegura o direito de escolha dos consumidores”. Defende ainda que a atividade “promove e incentiva a diferenciação pela inovação”, “incentiva a competição pela qualidade e preço” e “gera muitos empregos”. Seriam 650 mil pessoas empregadas nas empresas direta ou indiretamente dependentes da publicidade, desde agências até empresas de mídia e pesquisas.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”