A partir de Gramado, setor de eventos quer redescobrir Brasil

Buscar

Comunicação

Publicidade

A partir de Gramado, setor de eventos quer redescobrir Brasil

Reconhecida como exemplo em gestão de turismo e eventos, município gaúcho receberá, em 2020, a primeira edição do Live Fórum

Bárbara Sacchitiello
12 de novembro de 2019 - 7h34

(Crédito: Reprodução: gramadoinesquecivel.tur.br)

Em maio deste ano, a cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, recebeu o título de “Cidade Incentivadora do Live Marketing do Brasil”. Com menos de 40 mil habitantes, o município recebe, a cada ano, uma média de 6 milhões de  turistas interessados em aproveitar bem mais do que o clima frio da região. De acordo com a Associação de Marketing Promocional (Ampro), o pequeno município gaúcho conseguiu construir um calendário de eventos que, ao lado do turismo, consegue ser responsável por 90% da renda da cidade, algo considerado um exemplo de trabalho do potencial de turismo e experiências de uma região.

“Muitas pessoas pensam que Gramado é uma cidade para curtir o frio, mas vai muito além disso. Há anos a cidade começou a desenvolver um calendário de eventos que permeia todos os meses do ano e faz com que a região receba bem mais turistas do que boa parte das grandes cidades brasileiras. O Natal Luz, que acontece nos últimos meses do ano e o Festival de Cinema, que é o maior do Brasil, são exemplos de eventos que atraem milhões de pessoas e que, por isso, conseguem também gerar interesse das marcas que queiram se conectar com elas. É esse modelo de gestão que queremos levar para outras regiões do País que tem um enorme potencial para, também, serem grandes polos de turismo e de eventos”, disse Wilson Ferreira Junior, presidente da Ampro, durante o Live Experience – 4o Congresso Brasileiro de Live Marketing, realizado nessa segunda-feira, 11, em São Paulo.

A cidade de Gramado foi um dos exemplos citados em um dos painéis da programação, que destacou justamente as diversas oportunidades de ativações, patrocínios e exposições que as marcas possuem em diversos locais do Brasil e que, em sua maioria, ainda não são aproveitadas. Virna Miranda, head de planejamento da agência CDN, levou ao debate alguns exemplos de festas regionais que, embora tenham grandes dimensões e atraiam um público digno de festival, ainda não recebem a atenção de grandes marcas e nem da mídia. “Todo mundo certamente já ouviu falar da festa de Parintins, realizada no Amazonas. É um evento gigante, com presença de marcas gigantes também. Mas quase ninguém sabe que, no Pará, em Santarém, acontece a Festa do Sairé, um festival bem parecido, que dura cinco dias, e  reúne mais de 100 mil pessoas. A diferença é que, enquanto Parintins celebra o boi, a Festa do Sairé homenageia o boto. E não há nenhuma ativação ou participação de uma marca de grande porte em um evento como esse. Assim como há diversos exemplos em outras regiões do País. Gostaria que o mercado de live marketing enxergasse o Brasil com olhos diferentes e descobrisse as diferentes oportunidades que temos aqui, criando um novo calendário para as marcas”, provocou a profissional.

Ampro Live Fórum
Para estimular as marcas a aproveitarem essas oportunidades regionais, a Ampro anunciou, para o próximo ano, a primeira edição do Live Fórum, novo evento que passa a fazer parte de seu calendário. O road show acontecerá a cada ano em uma localidade, reunindo profissionais de agências e anunciantes a discutirem as oportunidades de eventos, ativações e experiências regionais. “Levaremos decisores para debaterem importantes questões do mercado, em sessões abertas e fechadas. E a primeira cidade que receberá o Ampro Live Fórum será Gramado”, anunciou o presidente da Ampro. A primeira edição do Live Fórum deve acontecer, segundo a associação, em outubro de 2020.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Virna Miranda

  • wilson ferreira junior

  • ampro

  • CDN

  • brasil

  • gramado

  • turismo

  • Negócios

  • Marketing Promocional

  • eventos

  • Live Marketing

  • Economia

  • oportunidades

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”