Quem tem a receita do melhor frango?

Buscar

Marketing

Publicidade

Quem tem a receita do melhor frango?

Um ano após disputa acirrada na área de embutidos, que contou com idas e vindas ao Conar, Seara e Sadia voltam a ficar frente a frente representadas por Alex Atala (foto) e Jamie Oliver

Luiz Gustavo Pacete
8 de julho de 2016 - 10h48

Há um ano, a expressão “guerra dos presuntos” tornou-se presente em matérias e discussões envolvendo Sadia e Perdigão, da Brf, e Seara, da JBS, idas e vindas ao Conar e campanhas provocativas davam um tom de um contexto em que a Perdigão voltava com força ao ponto de venda depois de um sabático, consequência da fusão que deu origem à Brf, e a Seara se utilizava da ideia por trás do slogan da concorrente para promover sua linha de embutidos.

Passado alguns meses de calmaria, as concorrentes protagonizam um novo momento: a disputa para ter o melhor frango saudável. Em junho, a Seara lançou a campanha digital ‘Hoje tem frango’ tendo o chef Alex Atala como seu principal porta-voz. “Recebi a proposta e não tapei os ouvidos, mas quis saber como era o processo de cultivo dos frangos para ter certeza que é um produto de qualidade e baixíssimo impacto ambiental”, disse Atala.

Já nesta semana, foi a vez de a Sadia anunciar a parceria com o chef inglês Jamie Oliver. “Estou trazendo ao Brasil a food revolution e por isso me juntei com uma das maiores marcas de alimentos do País”, disse Oliver. Para alinhar a campanha, a Sadia adaptou 183 aviários para obter o “Certified Humane Brasil” de bem-estar animal. A movimentação vem gerando uma nova discussão, tendo em vista que os dois chefs sempre tiveram discursos alinhados com uma produção de alimentos saudáveis e baseados em economia justa. bedendo

Marcos Bedendo, professor da ESPM e consultor da Brandwagon, avalia a estratégia das duas marcas e o que as associações representam para as empresas e para os chefs:

Estratégia
Sob a ótica das marcas Seara e Sadia, a contratação deles é legitima. Afinal, eles estão querendo se apropriar da simbologia que foi criada pelos dois chefs. Tanto Atala quanto Oliver trazem, antes de mais nada, uma perspectiva de sofisticação e qualidade, pois eles saem do mundo glamourizado dos restaurantes de alto padrão e emprestam essas características às comidas industrializadas.

Militância
Mas além disso, existe o fato “militância” de ambos os chefs. Oliver, que já era mundialmente conhecido, ficou ainda mais com a ação que moveu e ganhou contra o McDonald´s pelo uso de amônia. A mesma coisa é o trabalho que o Alex Atala faz pelas comidas e sabores típicos brasileiro. Neste caso, também ganham, já parece dar aos seus produtos uma percepção de maior cuidado de fabricação, uma redução da negatividade presente na comida processada, uma vez que foram “chancelados” por pessoas críticas quanto ao consumo de produtos nocivos e industrializados.

Reputação
Já para os chefs, não é a mesma coisa. Quando um estilista é chamado pela C&A para assinar uma coleção, ele sabe que terá controle sobre o que e como as peças serão feitas. Ele chancela os produtos, pois sabe que estão dentro do seu padrão autoral. Ganham pela coleção, mas também acabam por ganhar uma popularidade e visibilidade para um público geral que dificilmente alcançariam sozinhos. É uma troca positiva para os dois lados. Mas para os chefs, não parece ser o caso. É difícil imaginar o que eles podem ganhar com isso, além dos valores financeiros. Para os seus fãs, fica uma imagem de serem “vendidos”, pois estão indo a uma direção completamente oposta ao que sempre pregaram. A admiração que as pessoas têm por eles tende a sumir.

Riscos
Ao mesmo tempo, o mercado de especialistas em gastronomia, que de certa maneira fizeram desses dois profissionais as marcas poderosas que são, podem parar de dar a eles a atenção que sempre tiveram. Afinal, para estes profissionais, a atitude de Oliver e Atala soa como uma afronta ao meio, uma utilização indevida da autoridade que lhes foi dada. Isso pode causar a rejeição de seus restaurantes próprios no meio dos chefs, o que naturalmente pode levar a um descredito de sua qualidade como profissionais.

Assista aos dois vídeos produzidos pela TV Meio & Mensagem e entenda mais das duas estratégias:

 

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • alimentação

  • concorrência

  • Conar

  • saudavel

  • disputa

  • seara

  • sadia

  • alex

  • atala

  • jamie

  • oliver

  • perdigao

  • embutidos