Varejo de moda inclui a folia no calendário comercial

Buscar

Marketing

Publicidade

Varejo de moda inclui a folia no calendário comercial

Redes como C&A, Riachuelo e Marisa ampliam investimentos em coleções e ativações tendo como alvo a maior festa brasileira

Roseani Rocha
1 de março de 2019 - 17h19

Pela primeira vez, a Riachuelo apoiou blocos no carnaval de São Paulo (Crédito: Andrea Matsumoto)

Há não muito tempo, quem quisesse buscar uma fantasia para curtir o carnaval teria de recorrer a lojas especializadas, comércios populares ou, simplesmente, mandar fazer. Nos últimos anos, entretanto, as maiores varejistas de moda do País não somente entraram na festa, como têm ano a ano ampliado o número de peças e coleções para a data, assim como suas ativações. Com isso, o Carnaval está entrando de vez para o calendário comercial das marcas de fast fashion. O movimento ganhou mais corpo ainda quando o Carnaval na maior cidade do País cresceu para além do Sambódromo do Anhembi e ganhou as ruas com os desfiles de centenas de blocos.

Riachuelo e Lojas Renner, por exemplo, realizaram ativações pela primeira vez na folia paulistana. A primeira investe em ações e peças para o Carnaval desde 2010 e nos últimos três anos, motivada pela intensificação dos blocos nas ruas, criou uma marca própria com peças temáticas. “Se compararmos a coleção deste ano com 2018, podemos dizer que dobramos o número de modelos”, afirma Marcella Kanner, gerente de marketing da rede.

Em 2019, a marca estará presente no trio elétrico “Seja você, seja feliz”, que acompanhará alguns dos principais blocos na cidade – Gambiarra (com Thiago Abravanel), Largadinho (com Claudia Leitte), Latinha Mix (com Sambô e Ivo Meirelles), Bem Sertanejo (com Michel Teló) e Carnafacul, o Bloco (com Jamil e integrantes da escola Rosas de Ouro) e ativará suas coleções para a festa em redes sociais. Anteriormente, a Riachuelo só fazia ativações em Salvador e Recife. Na capital baiana, a marca patrocina os blocos Vambora e Camaleão, liderados por Bell Marques. Já em Recife, participa do desfile do Galo da Madrugada, no sábado de carnaval.

C&A celebra a diversidade no Brasil (Crédito: Divulgação)

A Lojas Renner investiu em três eventos em São Paulo: o Baile do Apego (uma prévia indoor do bloco, realizada no Clube Homs, no início de fevereiro), o Bloquinho Renner, evento infantil para convidados, e o patrocínio ao Bloco do Apego, no sábado pós-Carnaval – 9 de março.

Paulo Correa, CEO da C&A Brasil, afirma que a rede lançou sua primeira coleção de Carnaval em 2015 e, desde então, incorporou a data a seu calendário comercial. “Nos últimos anos, priorizamos a comercialização de peças complementares ao look, como, por exemplo, camisetas de personagens, bodies e acessórios, como pochetes e tiaras. Além de oferecer ao consumidor a liberdade de montar a fantasia da forma que desejar, essa estratégia fomenta a venda em departamentos complementares de nossas lojas, como calçados e jeans”, explica Paulo. Este ano, a coleção da C&A tem mais de 60 SKUs especiais, 10% a mais que em 2018, nos segmentos masculino, feminino e infantil.

Se ano passado a C&A foi patrocinadora máster do Trio Dragão, de Salvador, por onde passaram Pabllo Vittar, As Bahias e a Cozinha Mineira e o DJ norte-americano Diplo, em 2019, Anitta e um grupo de influenciadores foram escalados para reforçar a divulgação da coleção de Carnaval.

“A mudança no perfil da festa, com mais blocos de rua, faz com que o Carnaval seja uma celebração mais democrática. Para a Marisa, que se relaciona com as mulheres brasileiras de todas as classes sociais e estilos, sem dúvida, isso foi um estímulo para aumentarmos nossa coleção para o evento”, conta Marco Muraro, vice-presidente comercial da Marisa.

Marisa: 200 mil peças em mais de 90 modelos (Crédito: Divulgação)

Neste ano, a rede afirma ter produzido mais de 200 mil peças, distribuídas por mais de 90 modelos. Além de opções de bodies, outro destaque no portfólio da Marisa são lingeries, tops e hot pants. Para as camisetas com frases, que também chamam atenção dos foliões, a marca fez parceria com Kevinho, estampando algumas das expressões mais famosas do cantor em peças para mulheres, homens e crianças.

As redes sociais são o principal canal de divulgação das coleções. “Como elas permitem interação, são uma maneira bacana de não só mostrar nossos produtos como de monitorar a reação das mulheres. As influenciadoras também têm um papel importante, pois atingem uma audiência complementar e que tem alto interesse em moda”, diz Muraro.

Licenciamentos x originais

A maioria das varejistas aproveita a época para fazer circular o estoque de peças de personagens licenciados, principalmente, super heróis e trazer novidades nessa frente. Para o público feminino, os bodies ganham destaque, assim como acessórios – tiaras e pochetes, em particular.

Também na Marisa, estampas exclusivas para quem busca originalidade (Crédito: Divulgação)

No caso da Riachuelo, parte da coleção tem como protagonistas a Mulher Maravilha e Mario Bros, assim como princesas, outra parte traz estampas e frases divertidas. Para uma marca cujo slogan é “De mulher para mulher”, a Mulher Maravilha também não poderia faltar. Mas além dela, a Marisa tem o Batman, entre seus personagens licenciados. “Já para quem gosta de originalidade, oferecemos bodies com aplicações de glitter e foil, tecidos de lurex e estampas exclusivas da Marisa”, diz Marco Muraro.

Já na C&A, em termos de licenciamentos, um dos grandes destaques é a parceria com a Duff, detentora de Os Simpsons. A marca fez uma promoção neste caso: nas compras acima de R$ 100 em produtos da Duff nas lojas físicas o cliente ganha uma caneca. Mas também há peças em parceria com a DC Comics e Disney. A coleção masculina deste ano tem camisetas em alusão aos personagens japoneses Power Rangers e camisetas com capuz representando os sete anões de A Branca de Neve, além de peças inspiradas em Harry Potter.

Estilistas e times de moda da C&A também desenvolvem peças nas cores do arco-íris, valorizando a diversidade. As coleções especiais – este ano sob o mote “Pule na C&A” são destacadas nas vitrines, nos canais digitais da marca e em banners no e-commerce. “É um convite da marca para os consumidores curtirem a festa, considerada a mais democrática e, para muitos, a mais esperada do ano”, avalia Paulo Correa.

Tão democrática que até o Grupo Carrefour está investindo na data. Com sua marca têxtil Tex, a rede de hipermercados preparou uma coleção especial para quem quer acompanhar os desfiles ou se jogar nos blocos. Também aqui bodies, camisetas e saias em tule são as peças que reinam, com estampas de sereias e unicórnios entre as mais buscadas. Os licenciamentos, no caso do Carrefour, têm como público-alvo as crianças, com personagens da Disney: Mickey, Minnie, Branca de Neve e Toy Story.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Paulo Correa

  • Marcella Kanner

  • Marco Muraro

  • carrefour

  • Riachuelo

  • Marisa

  • C&A

  • Renner

  • Tex

  • moda

  • Carnaval

  • varejo de moda

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”