Conveniência impulsiona comércio em carros de aplicativo

Buscar

Marketing

Publicidade

Conveniência impulsiona comércio em carros de aplicativo

Empresas como Cargo e Numenu oferecem exposição para marcas e renda extra para motoristas com venda de produtos como snacks e produtos de higiene e beleza

Taís Farias
10 de dezembro de 2019 - 6h00

Santa Helena fechou parceria com a Numenu para gerar exposição de sua marca e consolidar canal de vendas (Crédito: Divulgação)

O uso de aplicativos de deslocamento como Uber, Cabify, 99 e Lyft está abrindo espaço para novas frentes de negócio no mercado. Empresas investem no ambiente dos carros para gerar exposição para sua marca, obter insights sobre os hábitos de consumo e oferecer serviços de conveniência para um consumidor que passa cada vez mais tempo no trânsito.

Há três anos, a Cargo investiu nesse mercado nos Estados Unidos, disponibilizando uma caixa com produtos de conveniência dentro dos carros de aplicativo. O serviço ganhou visibilidade no ano passado, quando a Uber decidiu encabeçar o movimento propondo uma parceria com a marca. A Uber apresenta o serviço para os seus motoristas como uma fonte de renda extra no fim do mês.

Os usuários podem comprar a mercadoria escaneando o QR Code no app da Cargo ou digitando o código no site de vendas da marca. Nos carros, são vendidos produtos como snacks, balas e produtos fit. A empresa também expandiu as vendas para categorias como eletrônicos e produtos de beleza.

O modelo aposta na ideia de oferecer comodidade para o usuário, em um momento de deslocamento. Como explica Pedro Neves, general manager Brasil da Cargo “A vantagem de entregar o produto físico é a super conveniência, ter o que o consumidor precisa no momento certo”.

Já para os motoristas, a proposta representa uma renda extra no final do mês. Os profissionais recebem um valor fixo para produtos distribuídos gratuitamente e 25% das mercadorias que são vendidas dentro dos carros. Rafael Ribeiro de Freitas, sócio e idealizador da Numenu, startup brasileira focada no comércio dentro de carros de aplicativos, afirma que a iniciativa também poupa custos para os motoristas. “Antigamente, era muito comum que os motoristas gastassem para oferecer comodidade para os passageiros”, conta.

Conveniência
No mercado desde julho de 2018, a Numenu é parceira da 99 que oferece os serviços da empresa para seus motoristas e premia os profissionais de melhor desempenho com descontos na adesão. A companhia vive um momento de consolidação do negócio e já instalou quase dois mil kits, com cerca de 600 motoristas ativos.

Rafael destaca que as vantagens para as marcas parceiras vão além da experimentação. “Não é apenas distribuição de produtos, existe uma captação de dados e um estudo do comportamento do consumidor”, afirma. Dessa forma, as marcas têm a oportunidade de acessar e entender melhor o público, geralmente jovem, que consome e se desloca por aplicativo.

Exemplo desse interesse, a Santa Helena, indústria de produtos à base de amendoim, fechou uma parceria com a Numenu para disponibilizar seus produtos nos kits da marca. A empresa quer entender o perfil de quem compra dentro dos carros e impulsionar um novo canal de vendas. “Pode parecer otimista, mas cremos que, para determinados itens, cada veículo de aplicativo possa vender um volume mensal muito próximo do registrado nas lojas de conveniência de menor porte”, afirma Carlos Gorgulho, gerente de novos negócios e exportação da Santa Helena.

Mídia Interativa
Da mesma forma, o ambiente dos carros de aplicativo tem dado margem para o surgimento de outras possibilidades como a instalação de mídia de interativa. A Tok & Use, plataforma de mídia em carros acelerada pela startup de locação de carros PPCar, por exemplo, já conta com mais de 50 anunciantes, 250 mil pessoas impactadas e mais de 10 mil interações nas telas da companhia.

A tecnologia permite que empresas que anunciem seus serviços e produtos e que os passageiros adquiram na hora descontos ou encaminhem cupons para quem desejar. Para obter o benefício, o usuário precisa clicar na tela e digitar o número de seu celular. O modelo também permite distribuição de campanhas e gera renda para os motoristas, com a intenção de diminuir o custo da assinatura semanal do carro.

Alexandre Debeus, general manager da plataforma, conta que o perfil de anunciantes é formado por e-commerces, startups de tecnologia, empresas de crédito financeiro e alimentação. No próximo ano, a empresa pretende instalar suas telas em 100% da frota da PPCar. A companhia também está remodelando seu produto para oferecer conteúdo patrocinado, ações de branding e vídeos. “Nós queremos criar novas formas de interação do nosso consumidor com a tela”, afirma o general manager.

*Crédito da foto no topo: Reprodução 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • pedro neves

  • rafael ribeiro freitas

  • carlos gorgulho

  • alexandre debeus

  • Uber

  • Lyft

  • cabify

  • 99

  • Santa Helena

  • cargo

  • numenu

  • tok & use

  • ppcar

  • aplicativo

  • trânsito

  • mobilidade

  • dados

  • Produtos

  • vendas

  • Modelo de negócio

  • Aluguel de carros

  • conveniência

  • mídia interativa

  • deslocamento

  • padrão de consumo

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”