Coca-Cola amplia investimento em games com Final Level

Buscar

Marketing

Publicidade

Coca-Cola amplia investimento em games com Final Level

Com patrocínio ao hub de criadores, companhia reforça iniciativas que já incluem parcerias com equipes como a Pain Gaming

Luiz Gustavo Pacete
10 de fevereiro de 2020 - 6h00

 

O Final Level soma entre seus criadores 31 milhões de inscritos e 95 milhões de views mensais no YouTube (Crédito; Coca-Cola)

Nos últimos dois anos, a aproximação das marcas da The Coca-Cola Company com o cenário de e-sports tornou-se uma estratégia relevante dentro do marketing. Após patrocínios de Fanta a vários eventos e do investimento de Coca-Cola na equipe Pain Gaming, a empresa se associa, agora, ao Final Level, plataforma de conteúdo gamer que mantém um hub de influenciadores que soma 31 milhões de inscritos e 95 milhões de views mensais no YouTube. O apoio da marca vem juntamente com o início da segunda fase da campanha “Gás de Verão”.

A parceria entre Coca-Cola e a Final Level ocorre pelo Creators Connect, solução do Google que amplia a atuação das marcas no YouTube criando conexões entre empresas. O patrocínio será 100% customizado e terá estratégia de amplificação com os maiores influenciadores gamers e de e-sports do cenário atual. Yugo Motta, gerente de comunicação e marketing integrados da Coca-Cola, responsável pelos investimentos da marca em projetos de games e e-sports, fala sobre a evolução da estratégia da marca neste cenário.

“O apoio ao Final Level foi muito importante porque percebemos que essa rede de pessoas já tem uma audiência enorme e que consegue se conectar com seus views de forma legítima. Além disso, acreditamos que eles têm o tom leve e divertido de Coca-Cola. Então, eles complementam nossa estratégia. A gente começa a parceria com conteúdos proprietários – Gás de Verão – e depois vamos ter presença dentro dos próprio vídeos dos streamers e no conteúdos deles ao longo do ano”, diz Yugo.

Meio & Mensagem – Qual a estratégia traçada pela Coca-Cola para games e e-sports em 2020? O que tem de novidades e qual o foco?
Yugo Motta – Demos o primeiro passo nessa plataforma de e-sports e games em 2019 com patrocínio da Pain Gaming. Percebemos o mundo de possibilidades nesse território, o quão engajador ele é e o quanto ele está conectado com Coca-Cola. Para 2020, estamos com uma estratégia de continuidade e amplificação: renovamos patrocínio com a Pain Gaming, iniciamos patrocínio da Final Level e uma rede de streamers que têm uma capilaridade que fala com as comunidades que a gente quer se engajar. E, mais adinte, vamos misturar música com game.

Yugo Motta

Quais foram os aprendizados do envolvimento da companhia com esse ecossistema até aqui? Quais as particularidades e desafios?
Aprendemos muito. Primeiro, nos surpreendemos com a força do engajamento da comunidade e o quanto nós, como marca, já estávamos presente no dia a dia desses gamers. Isso nos fez ser muito bem aceitos e ficamos felizes de saber que fazemos a diferença. Agora, o desafio é não soar bobo, não ter legitimidade e continuidade. Temos o desafio de nos engajar nessa comunidade de forma perene.

A Coca-Cola tem um formato de patrocínio inédito no Brasil com a Pain Gaming. Qual é a diferença de um patrocínio a uma equipe de e-sports em relação a outras modalidades?
A diferença depende da forma como vamos utilizá-los. Não podemos tratar esse patrocínio como se fosse um time de futebol, que já sabemos como funciona, que já está no nosso sangue. Quando olhamos para uma coisa diferente como e-sports, que tem outra dinâmica, que tem outro público, a gente precisa aprender. Em 2019 foi um começo, onde vimos quais são os valores, o que funcionava e o que não funcionava, para em 2020 dar um segundo passo.

Publicidade

Compartilhe