Ativações de Natal mudam diante da Covid-19

Buscar

Marketing

Publicidade

Ativações de Natal mudam diante da Covid-19

Ativações em diversas cidades foram canceladas, aconteceram virtualmente ou com restrições de público


23 de dezembro de 2020 - 6h00

Nesta terça-feira, 22, o Governo do Estado de São Paulo decretou que o Estado entrará em estado vermelho no período de Natal e Ano Novo (especificamente, de 25 a 27 de dezembro e de 1 a 3 de janeiro) com o objetivo de evitar o aumento do contágio durante as festas de fim de ano. A medida impede a realização de algumas celebrações, mas as cidades e o restante do País já vêm se preparando para atrações que, mesmo sem gerar aglomerações, pretendem celebrar a data.

 

Santander levou projeções por quatro cidades do País (Crédito: Divulgação/Santander)

Um exemplo está na tradicional apresentação no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Dessa vez, para não estimular aglomerações na região, a árvore gigante mudou de lugar e foi instalada na Marginal Pinheiros, próximo à Ponte Estaiada. Dessa forma, só é possível visitar a instalação de carro. Também foi criado um aplicativo para que o público de casa possa interagir com a árvore através da realidade aumentada.

Ainda assim, o Parque do Ibirapuera ganhou versões menores de árvores de Natal que formam um circuito de fábulas que tratam de inclusão, respeito e preservação do meio ambiente. Esses contos são melhor detalhados se o visitante ler os QR Codes disponíveis. O número maior de árvores também foi pensado para evitar a aglomeração em torno de uma única atração. O Show de Luzes também dura menos tempo. Este ano, Amazon, O Boticário e Volvo patrocinam as ativações no Parque; Altrus, Grupo Bandeirantes e Cipolatti são os apoiadores e a realização ficou por conta da Urbia e da Innova.

A Avenida Paulista também ganhou uma árvore de 10 metros, próxima ao Parque Trianon, em uma ação organizada pela Associação Paulista Viva (APV) e patrocínio da Bauducco. A árvore é parte da ação “Natal Bauducco na Paulista”, que ainda conta com Papais Noéis em tamanho natural pintadas por artistas e iluminação especial.

O tradicional Natal do Palácio Avenida, em Curitiba, que é patrocinado pelo Bradesco pela quinta vez, teve uma única exibição e, ainda por cima, virtual. Realizado na sábado, 19, a 30ª edição do espetáculo teve o tema “A Grande História de Natal”, que relembrou os anos anteriores e contou com entrevistas com pessoas envolvidas na realização, a participação de um coral natalino, orquestra e a apresentação de demais artistas.

Também devido à pandemia, a Dream Factory decidiu não montar a árvore de Natal na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. Duda Magalhães explicou que a decisão se deu por conta das aglomerações. “Nós queríamos ter certeza de que não seria viável e esperamos o quanto pudemos para fazer o anúncio. A árvore de Natal provoca aglomerações na Lagoa, atrai muita gente para ver, e isso é algo que não faz sentido com a pandemia”, disse.

Por sua vez, o Natal Luz, de Gramado, manteve as atrações, mas reduziu o horário de funcionamento da Vila de Natal, onde fica Casa do Papai Noel, diminuiu o número de pessoas permitido por espaço e comunicou a obrigatoriedade do uso das máscaras pelo elenco e músicos. Além disso, os funcionários são instruídos a dispersar aglomerações. As apresentações teatrais, no entanto, foram suspensas, assim como ativações pagas. A edição deste ano do Natal Luz conta com apresentação da RecordTV; patrocínio da XP Investimentos, Stemac e Gramado Parks; e apoio da Dreams, Coca-Cola, Caracol, Liquigás, Planalto, Dylnet, Connectcity e Snowland.

Já o Santander realizou o espetáculo de projeção virtual Contos de Natal para Acreditar Santander em quatro cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife. A ação consiste em uma projeção de mensagens de apoio e de esperança pré-selecionadas ou enviadas pelo público via QR Code em uma estrutura de 230m². Em São Paulo, a instalação ocorreu na Marginal Pinheiros e contou com um mirante na ciclovia onde havia uma parada interativa para fotos.

Publicidade

Compartilhe