Cervejas de baixa caloria ganham espaço no mercado nacional

Buscar
Publicidade

Marketing

Cervejas de baixa caloria ganham espaço no mercado nacional

Para cativar o público que se preocupa com a saúde sem abrir mão do sabor, Heineken e Ambev trazem ao País versões sem carboidratos ou glúten

Bárbara Sacchitiello
26 de novembro de 2021 - 6h02

(Crédito: Reprodução/Instagram)

Verão, calor, lazer, happy hour, encontro com amigos, comemorações. São várias e diversas as associações que podem ser feitas com a cerveja, uma das bebidas prediletas do público brasileiro. Termos como ‘boa forma’, ‘fitness’ e ‘baixas calorias’, no entanto, nunca costumaram fazer parte dessa rodada. Afinal, mesmo quem é fã de cerveja admite que a bebida é um item de alto valor calórico, por vezes até vista como vilã de quem deseja manter uma dieta saudável.

Já há algum tempo, porém, as fabricantes vêm se esforçando para mudar essa imagem. Novos rótulos que prometem o mesmo sabor refrescante com menos calorias vão sendo colocados no mercado nacional a fim de contemplar aqueles que curtem fazer um brinde com uma cerveja gelada, mas que não abrem mão dos cuidados com a saúde e com a ingestão calórica.

Neste mês de novembro, o grupo Heineken trouxe ao Brasil a Amstel Ultra, rótulo com baixo teor de carboidratos e sem glúten. Enquanto uma lata (de 269 ml) da versão tradicional da Amstel possui, aproximadamente, 102 calorias, a versão Ultra propõe o consumo da mesma quantidade por 71 calorias.

A ideia de trazer o rótulo ao mercado nacional tem a proposta de reforçar o portfólio da companhia em um País que ama cerveja, mas que também vem adotando novos hábitos, segundo Anna Luisa Dafico, gerente de marketing de Heineken. “Ultra é uma versão com menos caloria, sem glúten, e tem o objetivo de atender à demanda dos consumidores que buscam mais equilíbrio no dia a dia, mas sem abrir mão da qualidade e sabor de uma boa cerveja puro malte, que já é sucesso lá fora”, comenta.

Campanha de apresentação da Michelob Ultra no Brasil contou com a participação do ex-atleta Usain Bolt (Crédito: Reprodução/YouTube)

 

Novos hábitos no copo
A inclusão da Amstel Ultra no portfólio da Heineken aconteceu após a observação de novas tendências no público consumidor. Dafico explica que, apesar de os brasileiros terem hábitos e estilos de vida bastante variados, existe um nicho de público importante e estratégico que está preocupado com a saúde, ao mesmo tempo em que quer continuar consumindo cerveja.

Essa percepção foi a mesma que levou a Ambev a trazer a todo o mercado nacional, em abril, a Michelob Ultra, a segunda marca de cerveja da companhia mais vendida nos Estados Unidos. A Michelob Ultra possui 79 calorias na versão long neck (355 ml), cerca de metade de uma cerveja lonk neck tradicional, que costuma ter 140 calorias.

Proporcionar essa opção ao público brasileiro veio a partir de um trabalho de escuta ativa que a Ambev procura fazer com seus consumidores, de acordo com Bruna Alonso, gerente de inovação de health & wellness da Ambev.

“Nessas conversas identificamos que os brasileiros estão cada vez mais em busca de produtos que se encaixam no seu estilo de vida. E faz parte do nosso papel no segmento de bebidas oferecer opções de cervejas, refrigerantes e bebidas não alcoólicas para todos os gostos e estilos de consumidores”, revela.

A Michelob Ultra não é a primeira bebida de teor mais saudável que a Ambev disponibiliza no Brasil. A fabricante já comercializava no País a Stella Sem Glúten, uma versão mais leve da Stella Artois. Bem antes disso, em 2015, a empresa testou com o público brasileiro a Skol Ultra, primeira versão nacional de uma cerveja menos calórica. Na ocasião, o rótulo foi apresentado como uma opção para as pessoas que praticavam atividade física. Em 2017, no entanto, o produto foi descontinuado.

Em relação à Michelob Ultra, seu mais recente lançamento, a Ambev tem notado uma percepção positiva do público. Alonso conta que os primeiros lotes da marca chegaram ao Brasil em pequenas quantidades ainda no fim de 2020 e, com o sucesso de recepção, foi tomada a decisão de expandir a distribuição para todo o País.

 

Filme de Stella Sem Glúten destacou a leveza da bebida (Crédito: Reprodução/YouTube)

 

Para todos os paladares
Seja com menos glúten ou menos calorias, a intenção dos fabricantes é estar em sintonia com as demandas do público. Para isso, as estratégias de comunicação e marketing em torno dessas novas marcas são importantes. Dafico, da Heineken, conta que a marca acredita que o consumidor precisa estar sempre no centro das estratégias de comunicação e revela que, no caso de Amstel Ultra, nesse primeiro momento, a empresa optou por focar as mensagens nos atributos de uma cerveja que, mesmo puro malte, traz, segundo o grupo, o menor valor calórico do mercado. “Queremos que as pessoas não precisem se importar com isso e possam contar momentos em vez de calorias. As peças são voltadas para os consumidores das regiões Sul e Sudeste, em versões digitais, físicas, nos pontos de venda, e-commerce, etc”, esclarece.

Já a Ambev aproveitou a Maratona do Rio de Janeiro, realizada no último dia 15, para promover ações de divulgação da Michelob Ultra. A marca também participou do Movement, evento proprietário de Michelob Ultra em San Digo, nos Estados Unidos. Já para divulgar a Stella Sem Glúten, a marca estreou uma campanha que visa inspirar as pessoas a aproveitarem momentos de leveza, sem deixar o sabor de lado. “Em 2021 levamos ações diferenciadas e customizadas para praças em todo o Brasil”, finaliza a executiva.

Publicidade

Compartilhe

Veja também