Como o Botafogo usa universo street para se aproximar dos jovens

Buscar
Publicidade

Marketing

Como o Botafogo usa universo street para se aproximar dos jovens

Clipe da música Embalado, lançado nesta sexta-feira, 26, é o primeiro passo do projeto Fogo no Flow, uma iniciativa para aproximar o time de um novo grupo de torcedores

Bárbara Sacchitiello
26 de novembro de 2021 - 14h45

Artistas do cenário rap e trap participam de projeto musical do clube do Rio de Janeiro (Crédito: Divulgação)

Campeão da série B do Brasileirão 2021 na semana passada, o Botafogo quer misturar a tradição e história do clube com uma linguagem mais atrativa para o público mais jovem. Dias depois da conquista da taça, o alvinegro lança o primeiro passo desse processo de rejuvenescimento de marca: o videoclipe da canção Embalado, que já está disponível nas redes sociais oficiais do clube e plataformas de streaming.

A música foi criada por cinco artistas da cena do rap e trap, todos torcedores do Botafogo. A canção é distribuída pela MusicPro e tem Mãolee no beat além dos rappers Sos, Evan (Dnasty), Sobs (Uclã) e Maquiny (Mainstreet). Assista ao clipe:

A música e o clipe são os primeiros frutos do projeto Fogo no Flow, uma iniciativa do time para se aproximar dos torcedores mais jovens por meio do universo da cultura street. A ideia projeto veio a partir do contato do clube com os músicos, que já haviam fotografado e realizado ações para o Botafogo, segundo Lênin Franco, diretor de negócios do time. Esse contato com os artistas mostrou aos dirigentes do alvinegro um universo que eles não conheciam. “No momento em que mergulhamos nesse universo, percebemos que nenhum clube havia criado ponte com eles, ninguém do futebol procurou conversar com esse universo de maneira estruturada e com algum propósito”, acredita o diretor.

Nessa iniciativa, o rap e o universo das ruas carregam a missão de ajudar a conectar o clube, que completou 117 anos em agosto, a uma nova geração de torcedores. Franco acredita que a tradição do Botafogo confere repertório para que o clube fale com todo e qualquer tipo de público. “A gente quer mostrar a essas pessoas que, do lado de cá, queremos ouvir o que eles dizem e, de alguma maneira, reverberar o jeito de pensar e a visão de mundo deles e que ainda podemos atuar não só na arte, mas também trazendo produtos do Botafogo com a linguagem que eles identificam”, conta.

A aproximação com o público mais jovem está nos planos do clube em 2022. Franco explica que o Botafogo prepara uma nova linha de produtos licenciados específicos que, em sua visão, possuem grande potencial de faturamento. “Vamos, ainda, nos aproximar mais da comunidade do entorno do estado, onde já existe grande prática de skate e duelos de rap”, diz.

Publicidade

Compartilhe

Veja também