BMW Group prepara ofensiva elétrica no Brasil

Buscar
Publicidade

Marketing

BMW Group prepara ofensiva elétrica no Brasil

Após crescer 15,1% em 2021, montadora prepara o lançamento do SUV 100% elétrico BMW iX3 neste semestre no Brasil

Amanda Schnaider
15 de fevereiro de 2022 - 18h50

O BMW Group Brasil, que reúne as marcas BMW, Mini e BMW Motorrad, registrou crescimento de 15,1% nas vendas em 2021, na comparação com 2020, ritmo mais acelerado do que o mercado geral, que avançou 2,98%, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). A marca BMW vendeu 14.552 unidades, o que representou alta de 16,8%. A Mini comercializou 1.418 unidades, crescimento de 9%, enquanto a BMW Motorrad comercializou 11.904 unidades, alta de 13,9%.

Além disso, todas apresentaram crescimento expressivo de veículos eletrificados. A BMW vendeu 2.661 unidades de elétricos e híbridos plug-in em 2021, o que representa crescimento de 162% na comparação com 2020. Atualmente, aproximadamente 20% das vendas da marca são compostas por veículos eletrificados. Já para Mini, esse percentual sobe para 40%. “Parte desse resultado teve como base o Mini Cooper SE, que chegou no mercado no ano passado”, afirmou Aksel Krieger, CEO e presidente do BMW Group Brasil, em coletiva de imprensa virtual, realizada nesta terça-feira, 15. “Nossa estratégia de sucesso foi apoiada em quatro pilares: eletrificação, foco no cliente, digitalização e produção local”, reforçou.

Para 2022, o BMW Group projeta manutenção nos seus níveis de produção e crescimento de dois dígitos em vendas, acima do mercado geral. Um dos focos da companhia no País é justamente a eletromobilidade. Além do i4 e do iX, que já estão em pré-venda na rede BMW, durante o evento, a companhia anunciou a chegada ao País, ainda no primeiro semestre, do BMW iX3, SUV elétrico. Com esse lançamento, o grupo chegará a cinco modelos 100% elétricos à venda no País: iX, iX3, i4, Mini Cooper SE e BMW i3. “Serão mais de 30 lançamentos da BMW Group neste ano, entre carros e motocicletas”, revelou o CEO.

A eletromobiliade é um pilar essencial para o grupo. Em 2021, o grupo vendeu mais de 275 mil veículos eletrificados, o que representa 12% de vendas totais a nível global. Na América Latina, foram mais de 6 mil unidades elétricas vendidas, 14% das vendas totais na América Latina.

 

Veículos elétricos representam 20% das vendas da BMW no País (crédito: divulgação/BMW)

Mercado latino-americano
Em 2021, o BMW Group América Latina vendeu um total de 40.071 unidades da marca BMW, alta de 16,2% em comparação a 2020; 7.333 unidades de Mini, crescimento de 14,2% ; e 22.146 unidades da marca BMW Motorrad, aumento de 14,8%, alcançando uma participação de mercado de 36,5% na região.

Reiner Braun, que assumiu o cargo de presidente e CEO do BMW Group América Latina, em 1º de fevereiro, substituindo a Alexander W Wehr, nomeado presidente de clientes, marcas e vendas para a BMW Motorrad, explicou que a companhia entende a sustentabilidade em três pilares: meio ambiente, aspectos sociais e de governança.

Quanto ao pilar de meio ambiente, Braun reforçou que o grupo está concentrado em reduzir sua pegada de carbono em toda a cadeia de valor. Quanto ao pilar de aspectos sociais, o CEO revelou que a companhia está focada em apoiar a força de trabalho e a diversidade. Já nos aspectos de governança, a empresa está compromissada em cumprir com as leis e regulações de todos os mercados. “Nossas metas globais de reduzir nossa pegada de carbono são ambiciosas e relevantes, focando na redução de 66% até o ano de 2030 e obter a neutralidade de carbono até 2050”, disse.

“Nossa oferta de veículos eletrificados crescerá em 25 modelos até o ano de 2025, dos quais 13 serão 100% elétricos”, revelou o Presidente e CEO do BMW Group América Latina.

**Crédito da imagem no topo: Divulgação

Publicidade

Compartilhe

Veja também