SBT se posiciona sobre exibição da Copa América na TV

Buscar

Mídia

Publicidade

SBT se posiciona sobre exibição da Copa América na TV

Detentora dos direitos de transmissão na TV Aberta, emissora destaca que acredita na capacidade da Conmebol para a realização segura da competição

Bárbara Sacchitiello
11 de junho de 2021 - 7h58

Nessa quinta-feira, 10, depois de o Superior Tribunal Federal (STF) ter decidido pela manutenção da edição 2021 da Copa América no Brasil, o SBT, emissora que detém os direitos de transmissão do torneio na TV aberta, divulgou uma carta aberta na qual fala sobre a exibição do torneio de futebol, conta a respeito da negociação com a Conmebol e aborda a situação da pandemia de Covid-19 em que o País receberá o evento.

Mascote Amarelinho ganhou novo design para reaparecer na emissora nas transmissões da Copa América (Crédito: Divulgação)

O SBT inicia o comunicado destacando a importância do esporte como um dos instrumentos de formação e inclusão social e que, nesse sentido, o futebol acaba sendo o pilar esportivo de maior destaque no País e que, justamente por entender essa importância, “o SBT decidiu voltar a disputar os direitos de futebol e, com profissionalismo e respeito aos demais concorrentes, tem sido vencedor em torneios relevantes como a Copa Libertadores, Champions League, Europa League, Copa do Nordeste e a Copa América.”

A emissora segue dizendo que o investimento na aquisição de direitos de transmissão tem, também, a intenção de tornar a exibição esportiva na TV algo mais democrático. “O SBT, percorrendo as trilhas do jogo limpo e competitivo, sem qualquer protecionismo, está dando pluralidade democrática ao futebol em TV aberta para que não fique concentrado. Isso é relevante! Ganham o público e o esporte”, diz a carta.

Na sequência, a emissora conta que começou as negociações com a Conmebol para a transmissão da Copa América no fim de 2020, assumindo a obrigação de transmissão do torneio onde quer que ocorresse. “Coerentemente, o SBT realizará a transmissão da Copa América em cumprimento aos contratos de direitos e de patrocínios, tal qual vem ocorrendo com todos os demais detentores de direitos de futebol e olimpíadas neste exato momento, e em acordo com as diretrizes de cada Estado da Federação. Cabem às Autoridades, Confederações, Federações e Clubes resguardarem todas as questões relacionadas aos protocolos sanitários necessários em função da pandemia, para que todos os campeonatos de futebol e eventos esportivos em andamento continuem sendo um ambiente seguro a todas as pessoas envolvidas”, complementa.

O SBT encerra a carta dizendo que, como emissora, lhe cabe a função de informar ao público sobre as medidas de prevenção à Covid-19 e que acredita que na capacidade da Conmebol para a realização segura do torneio.

Ainda nesta quinta-feira, 10, a Havan anunciou que será uma das patrocinadoras da transmissão da Copa América no SBT, juntando-se à Kwai e Betfair.net, que já haviam fechado parceria com o canal.

Ao longo desta semana, a realização da Copa América no Brasil gerou várias manifestações entre patrocinadores e marcas envolvidas no torneio. Por conta dos questionamentos e críticas em relação ao fato de o Brasil ter sido escolhido como sede da competição – após a desistência da Colômbia e da Argentina de sediarem os jogos por questões políticas e de pandemia, respectivamente – a Mastercard, Ambev e Diageo, patrocinadoras da Copa América, decidiram não ativar seus patrocínios ou fazer qualquer campanha publicitária e ação que destaque a competição.

O único dos patrocinadores que justificou sua posição foi a Diageo, que citou a situação sanitária brasileira e o respeito diante da pandemia de Covid-19 como razões para não ativar seu patrocínio. Já a TCL, por sua vezes, seguiu caminho contrário e comunicou que irá expor sua marca durante a competição, que começa neste domingo, 13.

Além do SBT, na TV Aberta, a Copa América será transmitida nos canais Disney (ESPN e Fox Sports) na TV por assinatura. Veja, abaixo, a íntegra da carta divulgada pelo SBT.

“O Esporte sempre foi um dos instrumentos de formação e de inclusão social, propiciando à população em geral o acesso a uma vida mais saudável e a oportunidade concreta de ascensão social para milhares de jovens. Nesse sentido, o futebol seguramente é o mais visível e acessível em nosso país; gera paixão, aspiração e sentimento de pertencimento na população, ao ver seu time campeão ou quando vê a Seleção Nacional jogando e conquistando títulos. Muitos dos ídolos brasileiros vieram do futebol que faz parte de nosso patrimônio cultural.

Justamente por entender essa importância, o SBT decidiu voltar a disputar os direitos de futebol e, com profissionalismo e respeito aos demais concorrentes, tem sido vencedor em torneios relevantes como a Copa Libertadores, Champions League, Europa League, Copa do Nordeste e a Copa América. O SBT faz isso porque acredita que o futebol, sendo o esporte mais popular de todos e de grande atração de audiência, é uma combinação perfeita com uma emissora popular como a nossa, tão querida pelo público. O SBT está trazendo grandes eventos e fazendo uma transmissão com sua cara, do seu jeito, que se espelha no brasileiro de todos os cantos do país, e preocupado sempre em engrandecer o futebol, os clubes e as marcas patrocinadoras. O SBT, percorrendo as trilhas do jogo limpo e competitivo, sem qualquer protecionismo, está dando pluralidade democrática ao futebol em TV aberta para que não fique concentrado. Isso é relevante! Ganham o público e o esporte!

Assim, no final de 2020, o SBT deu início às negociações pelos direitos de transmissão da Copa América que legitimamente conquistou, e assumiu a obrigação de transmissão onde quer que ocorresse. Coerentemente, o SBT realizará a transmissão da Copa América em cumprimento aos contratos de direitos e de patrocínios, tal qual vem ocorrendo com todos os demais detentores de direitos de futebol e olimpíadas neste exato momento, e em acordo com as diretrizes de cada Estado da Federação. Cabem às Autoridades, Confederações, Federações e Clubes resguardarem todas as questões relacionadas aos protocolos sanitários necessários em função da pandemia, para que todos os campeonatos de futebol e eventos esportivos em andamento continuem sendo um ambiente seguro a todas as pessoas envolvidas.

Ao SBT, cabe informar com isenção, como tem feito desde o início da pandemia, para a devida conscientização sobre a importância do uso de máscaras, do distanciamento social, da não aglomeração de pessoas e desejar que consigamos avançar rapidamente com a vacinação de toda população para assim superarmos essa enorme crise que tantas vidas já levou em nosso país e no mundo e pelas quais lamentamos e nos solidarizamos.

O SBT acredita na capacidade da Conmebol para a organização segura do torneio e espera que tudo corra bem com os atletas, delegações e profissionais envolvidos em sua execução e cobertura, e que a transmissão possa levar um conteúdo de qualidade ao nosso público e aos nossos patrocinadores.”

Publicidade

Compartilhe