A atribuição de canais na jornada do shopper

Buscar

Opinião

Publicidade

A atribuição de canais na jornada do shopper

É imprescindível o uso da metodologia pelos anunciantes para aumentar a rentabilidade, direcionando usuários para os steps-by-steps de maior valor para o negócio


26 de novembro de 2020 - 14h31

(Crédito: TarikVision/istock)

A atribuição de canais é um fator que não pode ser desconsiderado pelos anunciantes em ações de marketing digital, ter a visibilidade da interação do público com os esforços de campanha é fundamental para conhecer melhor as necessidades de cada grupo de consumidores a fim de segmentar a comunicação de acordo com as interações dos usuários em ações anteriores. A continuidade da informação é premissa para obter sucesso no processo de aquisição do shopper.

Os meios de atribuição são fundamentais para mensurarmos de forma detalhada a jornada do consumidor. Com os modelos de atribuição podemos compreender quais são os touchpoints realizados pelos usuários até o KPI estabelecido pelo anunciante.

Mas, afinal, o que é atribuição? Atribuição é a mensuração do caminho percorrido pelo usuário e pode ser um direcional para os esforços provenientes da mídia no processo de aceleração do target. O usuário que está em uma jornada padrão: (Aprendizado e Descoberta, Reconhecimento do problema, Consideração da Solução e Decisão de compra) pode ser impactado por um anúncio sobre um determinado produto, porém, nem sempre consegue absorver informações suficientes para considerar em sua jornada de compra.

Esta métrica deve ser vista como uma realidade, uma vez que o consumidor possui “critério seletivo” sobre a necessidade de um produto que lhe foi exposto em questão de segundos (its right for me?) devemos antever seu comportamento a fim de responder prontamente suas perguntas, uma vez que ele facilmente pode ser desencorajado por uma simples pesquisa a um buscador.

O modelo de atribuição também é essencial em uma jornada O2O. Pois o consumidor que hoje preza pelo consumer experience pode ser alcançado em um ambiente físico a partir de determinados poolsde interação, por exemplo: determinados usuários que assistiram a um vídeo completo do anunciante, buscaram sobre informações técnicas do produto e posteriormente sobre condições de pagamento, estes poderiam ser clusterizados em um grupo específico com o call-to-action personalizado para direcionar uma oferta diferenciada no ponto de venda físico, este asset pode ser um grande diferencial na hora de mensurar conversões omnichannel (uma vez que o usuário começou o processo no digital).

Refletindo sobre a importância da mensuração dos canais de atribuição, devemos concluir que é imprescindível o uso da metodologia pelos anunciantes pois, além de conseguir tangibilizar de forma clara e eficaz quais são os caminhos do seu provável cliente, também consegue aumentar sua rentabilidade direcionando usuários para os steps-by-steps de maior valor para o seu negócio.

**Crédito da imagem no topo: reklamlar/istock

Publicidade

Compartilhe