Discussões profundas e inspiradoras

Buscar
Publicidade

Opinião

Discussões profundas e inspiradoras

Inovação, liderança e transformação: reflexões do KES Summit 2023


27 de setembro de 2023 - 14h00

Um encontro que trouxe à tona discussões profundas e inspiradoras sobre o futuro dos negócios, tecnologia, impacto social e criatividade. Essa foi a primeira impressão que tive ao participar do KES Summit 2023. Atuando em uma agência de inovação em live marketing, minha jornada sempre esteve alinhada com a busca por soluções criativas e eficazes para clientes nos mais diversos segmentos e eventos como esses sempre proporcionam uma oportunidade única para explorar perspectivas ainda mais amplas e profundas.

Atualmente, esses encontros não são apenas plataformas de conteúdo de inovação, mas comunidades vibrantes de mentes curiosas e líderes visionários, nas quais se compartilham e debatem ideias, experiências e visões sobre como enfrentar os desafios urgentes que a sociedade e os negócios enfrentam. O KES, nesse sentido, atingiu seus objetivos.

Um ponto ressoou fortemente em mim: a ideia de “potencializar nossa capacidade de imaginação coletiva para inventar novas realidades possíveis”. Em um mundo em constante evolução, no qual mudanças sociais, ambientais e econômicas ameaçadoras estão à vista, é imperativo que cabeças pensantes de todos os setores se unam para criar soluções transformadoras. Precisamos reconhecer a importância de parar para respirar, repensar nossas estratégias e considerar o tipo de legado desejado às futuras gerações.

A inteligência artificial (IA) emergiu e mostrou-se um tema ainda mais central. À medida que nos movemos em direção a uma era na qual a IA estará humanizada, buscando uma interação entre humanos e sistemas automatizados mais natural e amigável, temos a responsabilidade de abraçar essa tecnologia com agilidade e sabedoria. A rapidez com a qual a IA está se desenvolvendo exige de dirigentes estarem preparados para integrá-la em nossos processos e estratégias de negócios. O futuro não é um cenário distante: até 2060, a IA humanizada terá papel significativo em nossa sociedade.

Uma das impressões mais marcantes foi o foco na responsabilidade social das empresas. Os líderes de hoje devem ser agentes de mudança positiva, comprometidos em criar um impacto significativo nas comunidades nas quais operam. Empresas como o iFood estão capitaneando o caminho ao adotar ações promovendo o bem-estar social e ambiental. Suas iniciativas são inspiradoras e demonstram que a lucratividade e a responsabilidade social podem e devem caminhar juntas.

Os estudos de caso apresentados durante o evento, como os da Tigre e Unilever, destacaram como as empresas podem se tornar catalisadoras de mudanças positivas. Eles não apenas demonstraram sucesso comercial, mas também compartilharam como estão contribuindo para um futuro mais sustentável e inclusivo. Esses exemplos concretos reforçam a ideia de o impacto social e ambiental não ser apenas uma opção, mas uma necessidade premente.

Uma das falas que ecoaram em mim veio da futurista Adah Parris, falando sobre o “Cyborg Shamanism, uma abordagem inovadora, combinando futurismo e conexão espiritual. Essa perspectiva única nos lembra que, apesar de toda a tecnologia, permanece essencial a conexão humana e a compreensão de nossa própria essência.

O KES Summit 2023 foi muito mais do que um evento, foi uma jornada de aprendizado, reflexão e conexão. As referências compartilhadas e as provocações feitas pelos palestrantes têm o poder de moldar nossas ações em direção a um futuro melhor. Em nossa posição de comando, temos o compromisso de aplicar essas ideias em nossas estratégias, buscando constantemente maneiras de criar impacto positivo e duradouro.

Em última análise, o evento reforçou a importância de colaboração, imaginação e ação. Estamos todos conectados em nossa jornada de liderança, e é por meio da nossa união e compromisso que podemos forjar um futuro mais desejável para nossa sociedade e para as próximas gerações. O que vimos foi um lembrete poderoso de que, juntos, como líderes inteligentes e divertidos, podemos catalisar mudanças significativas e inspirar outros a se unirem a nós nessa jornada transformadora.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Re-evolução artificial

    Ainda que a tecnologia possa funcionar como “co-piloto” e memória expandida, é preciso cuidado com o risco da acomodação intelectual

  • Pilha no Brinquedo #23: Que história ando contando? > saúde mental

    A questão é que fazer acontecer não é tão simples assim, pois há implicações em várias áreas da nossa vida, no entanto, não é utópico