Nike e Guaraná reforçam apoio ao futebol feminino

Buscar

Marketing

Publicidade

Nike e Guaraná reforçam apoio ao futebol feminino

Com o retorno da Série A1 do Campeonato Brasileiro, marcas realizam ações chamando a atenção da torcida e de outras empresas para a modalidade


27 de agosto de 2020 - 13h23

Ação da marca da Ambev durante jogo entre Santos e Audax (crédito: Rebeca Reis)

A bola voltou a rolar para a Série A1 do Brasileirão Feminino na quarta-feira, 26, e duas empresas patrocinadoras da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deflagraram ações para promover a modalidade e atrair torcedores e outras marcas para o esporte.

O Guaraná Antarctica, refrigerante da Ambev que é patrocinador do torneio, substituiu exposição da sua marca nas placas de publicidade na lateral do gramado por frases para incentivar outras marcas a investir no futebol feminino. A estreia foi no duelo entre Santos e Audax, na Vila Belmiro, na baixada santista. A campanha tem criação da agência Soko.

“As mulheres entram em campo todos os dias, não apenas nas competições mundiais. Por isso, depois do apoio às seleções brasileiras, era o momento de valorizar e investir no campeonato mais importante do País. Lançamos esse movimento e esperamos que, em breve, outras empresas estejam com Guaraná nas placas da lateral do campo e incentivando as mulheres no esporte”, explica Pedro Thompson, diretor de marketing de Guaraná Antarctica.

Em 2019, a marca lançou o movimento Futebol Feminino é Coisa Nossa. Na ocasião, como patrocinadora da seleção brasileira, promoveu um ensaio fotográfico simulando a participação da atacante Cristiane, da meia Andressinha e da lateral-direita Fabi Simões em propagandas de diversos segmentos, como beleza, produtos esportivos e cartão de crédito, para mostrar o potencial publicitário das atletas e estimular o investimento de outras marcas. O movimento contou com a participação de 15 marcas e todo valor arrecadado foi dividido entre as jogadoras e o projeto Joga Miga.

Já a Nike aproveitou o gancho do retorno do futebol para mostrar as dificuldades que o futebol feminino enfrenta, como falta de acesso, apoio e visibilidade. O vídeo veiculado pela marca alerta que o futebol não precisa voltar ao normal. Precisa voltar melhor. A produção, assinada pela agência Wieden+Kennedy, convoca torcedores e apoiadores a darem seu suporte para que o futebol feminino nunca mais volte ao antigo normal.

Publicidade

Compartilhe