Lollapalooza adia edição para março de 2022

Buscar

Marketing

Publicidade

Lollapalooza adia edição para março de 2022

Por conta do agravamento da pandemia, Festival de música adia a realização de sua nona edição em São Paulo


28 de abril de 2021 - 18h42

(Crédito: Divulgação/Facebook)

A edição brasileira do Lollapalooza não acontecerá mais em 2021. Depois de ter adiado, em 2020, a realização do festival de música por conta da pandemia de Covid-19, a organização esperava, neste ano, promover o evento. Com o agravamento da pandemia e da crise de saúde no Brasil, no entanto, a produção comunicou nesta quarta-feira, 28, que a nona edição do Lollapalooza Brasil será realizada nos dias 25, 26 e 27 de março de 2022.

“Nossa missão sempre foi e sempre será criar dias e noites incríveis para vocês, apaixonados por música. Momentos que arrepiam, que inspiram, que apaixonam, e que nunca saem da memória. Queríamos muito fazer mais uma edição inesquecível neste ano mas, com a emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia, ficou cada vez mais claro que não será possível realizar em 2021 o fim de semana espetacular que vocês amam”, diz a organização do evento, em seu site oficial.

No ano passado, o Festival, que estava previamente marcado para março, foi, primeiramente, adiado para dezembro. Com o avanço da pandemia, a organização desistiu de tentar realiza-lo em 2020, adiando o festival para 2021.

A organização informa que todos os ingressos que já foram comprados para a edição de 2020 valerão para a de 2022 e que, quem optar, poderá pedir a conversão do valor pago para ser utilizado em outro evento da Time4Fun até dezembro de 2022. O Lollapalooza continuará sendo realizado no Autódromo de Interlagos.

Com o anúncio, o festival segue a estratégia do Rock in Rio, que em março deste ano confirmou o adiamento dos shows, marcados inicialmente para 2021, para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022 em função dos impactos da pandemia de Covid-19. O Rock in Rio mobiliza pessoas dentro e fora da Cidade do Rock. Recebemos turistas de absolutamente todos os estados brasileiros, além do Distrito Federal, e também de mais de 70 países. São 28 mil pessoas trabalhando para levar festa e alegria para as 700 mil pessoas que nos visitam. Vamos preservar vidas neste momento. Em setembro de 2022 estaremos juntos de novo e prontos para o melhor Rock in Rio de todos os tempos, quando vamos celebrar a paz e a vida”, disse Roberto Medina, presidente e idealizador do Rock in Rio, no comunicado, na ocasião.

Publicidade

Compartilhe