Johnson & Johnson planeja se dividir em duas empresas

Buscar
Publicidade

Marketing

Johnson & Johnson planeja se dividir em duas empresas

Fabricante pretende, em até 24 meses, separar unidade de consumo da divisão de medicamentos e insumos médicos, que respondem pela maior fatia de seu negócio global


12 de novembro de 2021 - 14h26

Empresa teria unidade dedicada apenas a itens de consumo enquanto outra abarcaria a produção de medicamentos e insumos farmacêuticos (Crédito: Reprodução)

A Johnson & Johnson declarou que pretende se dividir em duas empresas empresas, sendo uma dedicada à fabricação de produtos de consumo e outra a itens farmacêuticos e insumos médicos. O valor das ações da multinacional, que possui no portfólio desde medicamentos amplamente consumidos, como Tylenol, até medicamentos para tratamento de câncer, aumentaram 2,7% após o comunicado.

A gigante da área de saúde declarou, em comunicado, que pretende separar sua unidade de produtos de consumo entre 18 e 24 meses.

O pilar farmacêutico tem sido, há algum tempo, o mais forte da companhia. A unidade de medicamentos respondeu por 55% das vendas da empresa em 2020, enquanto a área de dispositivos médicos gerou 28% das vendas da companhia, no total. A divisão de consumo correspondeu, no ano passado, a 17% das vendas da Johnson & Johnson. Ao todo, a multinacional teve US$ 83 bilhões de receitas em 2020 e os analistas preveem que esse número chegue a US$ 94 bilhões em 2021.

O chief financial officer da companhia, Joseph Wolk, declarou que a J&H ainda está avaliando opções para estruturar a nova divisão. “Diria que ainda estamos no estágio inicial. Estamos considerando a opção de um spin ou de um IPO e levaremos um pouco mais de tempo para ver o que o mercado nos indicada como o melhor caminho a seguir”, declarou. O executivo também não detalhou os termos financeiros da divisão.

Com informações do Advertising Age

*Credito da imagem de topo: Shutterstock

Publicidade

Compartilhe

Veja também