Os planos por trás da mudança de nome da Porto

Buscar
Publicidade

Marketing

Os planos por trás da mudança de nome da Porto

Holding agora se divide nas empresas Porto Seguros, Porto Saúde e Porto Seguro Bank, e quer duplicar o número de clientes até 2025

Carolina Huertas
12 de abril de 2022 - 18h13

Roberto Santos, CEO da Porto (Crédito: Divulgação)

A Porto Seguro anunciou nesta terça-feira, 12, a mudança do nome da holding para Porto, e o desmembramento da empresa em Porto Seguros, Porto Saúde e Porto Seguro Bank. A companhia que atua no mercado há 76 anos, quer consolidar suas três verticais de negócios de diferentes segmentos de mercado e tem como objetivo duplicar o número de clientes até 2025 (hoje, considerando apenas Porto Seguros e Porto Seguro Bank, são 13,5 milhões).

Era uma demanda de mercado conseguir dar visibilidade aos diversos negócios, tanto para o consumidor, quanto para os canais de vendas. Quando fizemos as primeiras pesquisas de marca, percebemos que 98% das pessoas já chamavam a Porto Seguro de ‘Porto’, como um apelido carinhoso. Além disso, ao redesenhar a arquitetura de marca, percebemos que, de fato, temos três empresas dentro de uma holding e que a melhor maneira de fazer tanto o canal quanto o consumidor entender por onde se navega dentro do ecossistema era colocar essas marcas pra fora”, revela Luiz Arruda, diretor executivo de marketing e clientes da Porto.

Agora, o executivo afirma que as três frentes terão mais velocidade em quase todas as áreas. Porém, existem também áreas da holding que atendem as verticais para discutir estratégia, garantir a essência, preservar cultura e unicidade no ecossistema. “Marketing e clientes, que são as duas áreas que estão comigo, são áreas que vêm da holding e atendem todas as verticais e todos os produtos”, revela. 

Diante disso, Arruda conta que para este novo momento foram feitos novos desenhos de produto, de jornada e de marca. E que, aliada à transformação digital, esta é uma oportunidade grande de modernização da marca, pois Porto é um nome mais curto, mais veloz e mais clean, características que buscam conversar com públicos mais jovens ao pensar no futuro em termos de branding. Dentro desse objetivo, Arruda relembra a presença da marca em grandes ativações como Rock in Rio, Fórmula 1, Big Brother Brasil e Campus Party.

As novas marcas 

A nova estrutura quer abrir espaço para as marcas das verticais de negócios, deixando claras as áreas de atuação de cada uma. Porto Seguros integrará as soluções de seguros da companhia, que compreende os serviços voltados aos segmentos automotivo, residencial, empresarial, de vida e previdência, entre outros. E pretende expandir seu mercado com novas soluções, aliando conhecimento e tecnologia. A vertical atingiu R$ 15 bilhões em prêmios em 2021 e 10 milhões de clientes.

“Vamos seguir inovando, com ofertas cada vez mais personalizadas e convenientes. Revigoramos a marca Azul Seguros e lançamos o Azul Auto por Assinatura, que ganha destaque na mídia, como em programas como o Big Brother, buscando uma maior inclusão em um mercado no qual menos de 30% dos carros possuem seguros. Queremos ser a seguradora mais presente na vida das pessoas”, diz Marcelo Picanço, CEO da Porto Seguros.

Já a vertical  Porto Saúde, é apoiadora oficial do Rock in Rio Brasil 2022 e surge como marca própria para ampliar as oportunidade de negócios. A marca oferece seguro saúde, seguros odontológicos e soluções em saúde ocupacional, e teve um crescimento de 28,8% na base de clientes em 2021, acumulando 31,7% de elevação desde 2019.

“Neste novo momento, com a criação da vertical Porto Saúde, temos um vasto cenário de oportunidades. Queremos estreitar a relação com os clientes empresariais e oferecer a eles as melhores soluções para sermos parceiros não só em saúde, odontologia e saúde ocupacional, mas em negócios”, destaca Sami Foguel, CEO da Porto Saúde.

Por fim, a Porto Seguro Bank consolida os produtos e soluções financeiras da empresa e nasce com R$ 13 bilhões em ativos de crédito, R$ 3,6 bilhões em receitas e 3,5 milhões de clientes. A marca é patrocinadora oficial do Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1 pelos próximos três anos na categoria financeira. Além disso, a conta digital Porto Seguro Bank, ainda em fase de testes, estará disponível para quem já possui as soluções financeiras da empresa. “Agora, estamos unindo toda a solidez e confiança da Porto com a capacidade de inovar e desenvolver novas soluções desta nova estrutura. Isso nos deixa numa posição bastante competitiva para criar soluções para todas as necessidades dos clientes”, afirma Marcos Loução, CEO da Porto Seguro Bank.

Em conclusão, Arruda afirma que as três verticais têm desafios diferentes. “O Porto Seguro Bank tem um desafio grande de crescimento de base, a conta digital é uma frente de acesso à entrada ao ecossistema. Saúde tem um desafio de estabilização e crescimento muito grande; nós temos um mercado crescente e em que temos muitas possibilidades de crescer, principalmente explorando o ecossistema com a proposta de valor que temos. E Seguro é algo que só cresce por se transformar, está se transformando muito e vem crescendo ano a ano”, comenta. 

Foco na sustentabilidade 

Ao lançar as novidades, a Porto também apresentou seu relatório de sustentabilidade 2021 e uma nova plataforma de ESG. O documento traz as principais conquistas da companhia em suas frentes de atuação social e ambiental. Como o fato de 47% dos quilômetros rodados para atendimentos feitos pela Porto em 2021 terem sido percorridos por modais mais sustentáveis, como bicicleta, frota elétrica ou até mesmo a pé. Além do impacto dos projetos desenvolvidos pelo Instituto Porto Seguro e pela Associação Crescer Sempre para mais de 44 mil pessoas no ano passado.

“A gente na verdade agora bota pra fora uma coisa que já vem fazendo como parte da nossa essência. Quando falamos de ser um porto seguro para as pessoas e sonhos, é muito genuíno. Nós já temos uma série de iniciativas ESG, mas não colocávamos isso para fora como uma política até conservadora de comunicação, mas vamos começar a falar um pouquinho mais sobre isso, porque nós temos como companhia uma responsabilidade social também de colocar o que fazemos pra incentivar outras companhias, dada a importância do assunto”, comenta Arruda. 

Publicidade

Compartilhe

Veja também