Como o Boticário usa fragrâncias extintas para gerar alerta

Buscar

Como o Boticário usa fragrâncias extintas para gerar alerta

Buscar
Publicidade

Marketing

Como o Boticário usa fragrâncias extintas para gerar alerta

Batizado de Extinto, projeto cria fragrâncias inspiradas em áreas naturais antes de poluição para conscientizar público, sem cunho de comercialização


23 de janeiro de 2024 - 8h58

*Atualizado em 24/01 às 15h42

O Boticário apresentou mais um projeto voltado para a sustentabilidade. A marca está lançando o Extinto, iniciativa que reproduz fragrâncias de áreas naturais ameaçadas para gerar conscientização e reforçar a urgência de medidas voltadas para a conservação ambiental.

o boticário

Extinto: projeto de conscientização do Grupo Boticário terá fragrâncias para gerar alerta (Crédito: Iude Richele)

O lançamento do projeto aconteceu na última segunda-feira, 22, no Rio de Janeiro. O Museu do Amanhã foi palco para o pontapé inicial da ação, desenvolvida pela AlmapBBDO.

Segundo O Boticário, o projeto está em consonância com sua agenda ESG, e a proposta é fazer com que o Extinto seja um guarda-chuva para outras duas iniciativas de gestão de resíduos da empresa: Boti Recicla e a parceria de cadastro e complementação de pontos de coleta de materiais recicláveis com o Google Maps.

“A partir de agora as empresas não devem mais se furtar a falar sobre aquilo que estão fazendo, e fazerem mais”, declarou Luis Meyer, diretor de ESG do Grupo, ao Meio & Mensagem. “Não adianta nós termos o maior programa de logística reversa se os produtos não retornam para esse programa. Então, há também uma provocação de que o consumidor sabe o que pode acontecer caso não tenha a atitude correta em relação ao consumo. É uma oportunidade para que ele se conecte genuinamente com o DNA de sustentabilidade de uma empresa como o Grupo Boticário”, complementa.

Desenvolvimento do projeto

A primeira fragrância será inspirada na Baía de Guanabara, cartão postal da capital carioca e que corre riscos por conta da crescente poluição. Ainda, é caracterizada como uma das cinco baías com maior biodiversidade no mundo – e um local em que a Fundação Grupo Boticário, fundada em 1990, já atua com projetos de restauração e contenção da poluição. Além disso, a Fundação apoia mais de 120 ações do tipo na cidade do Rio de Janeiro.

O ponto de partida para a confecção de fragrâncias foi o fato de que o cheiro é uma das primeiras mudanças percebidas quando o meio ambiente sofre degradações. O aroma foi criado a partir de uma tecnologia que captura amostras do ar em forma de gás, com a concentração e composição dos aromas, e a transcreve em formato de uma fórmula química.

Ainda, O Boticário deverá levar o Extinto para outros continentes ainda este ano. Entre os outros locais que estão ameaçados, estão: Calábria, na Europa; Ilha de Madagascar, na África; Nova Delhi, na Índia; e Camberra, na Oceania. A organização fará toda a gestão do projeto fora do Brasil.

A AlmapBBDO seguirá trabalhando ao lado de O Boticário em todos os desdobramentos, desde a concepção dos frascos no formato dos lugares, até toda a criação e a estratégia.

Plano de comunicação

É importante ressaltar que essa será a primeira linha do Grupo Boticário que não será comercializada. Assim como outras iniciativas de sustentabilidade da marca, a intenção é gerar reflexão entre o público.

“O valor não comercial do projeto era fundamental, pois ‘Extinto’ nasceu com o intuito de chamar a atenção e gerar repercussão para uma causa muito maior”, pontua Marco Giannelli (Pernil), CCO da AlmapBBDO. Bruna Buás, diretora de marketing e branding do Grupo O Boticário, endossa: “O Extinto tem um potencial de sensibilizar e fazer com que as pessoas chamem a atenção para o tema, mas que chame atenção para esse projeto que talvez tenha menos awareness do que gostaríamos”.

A comunicação será feita a partir de um plano integrado entre digital e pontos físicos. Nas mídias sociais, o trabalho será feito nos perfis das redes sociais de O Boticário e também via influenciadores digitais – que estiveram presentes no lançamento.

Além disso, Alok foi o nome escolhido para potencializar a mensagem do projeto, que está em consonância com seus valores e propósitos, explicou o DJ. “Nesse projeto específico não precisamos mudar nossa rota, pois estamos caminhando na mesma direção”, comentou.

Para Meyer, a comunicação tem papel importante de expansão do chamado para recrutar até mesmo outras organizações a participarem do movimento. “Sozinhos, o resultado vai ser muito diferente. Coletivamente, o resultado será maior e mais rápido”, reforça o diretor de ESG.

Nos pontos físicos, o aroma estará disponível para conhecimento do público em algumas lojas da marca pelo Brasil. A primeira delas será a do Barra Shopping, no Rio de Janeiro.

O Boticário em inovação contínua

Durante o evento, O Boticário também anunciou o lançamento de um programa de inovação aberta. Será voltado para questões de sustentabilidade ao lado da Artemísia, organização de impacto social. O intuito é gerar soluções para problemas complexos junto a startups.

O Grupo deverá divulgar mais informações sobre valores de aporte e condições para participação em breve.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Ypê reforça atuação na categoria de cuidados pessoais

    Ypê reforça atuação na categoria de cuidados pessoais

    Com aumento de investimentos e portfólio de marcas, área de cuidados pessoais da Ypê se tornou uma unidade de negócio em 2023

  • Feriado holandês vira tema de ativação da Amstel em São Paulo

    Feriado holandês vira tema de ativação da Amstel em São Paulo

    Marca de cervejas homenageará o King's Day em ativações na balsa do Rio Pinheiros, em São Paulo, com acesso gratuito durante dois finais de semana