Campanha viral antirracismo na Suécia retoma ação de Coca-Cola

Buscar

Campanha viral antirracismo na Suécia retoma ação de Coca-Cola

Buscar
Publicidade

Opinião

Campanha viral antirracismo na Suécia retoma ação de Coca-Cola

Diante de ataques contra o jogador sueco Jimmy Durmaz, internautas reproduziram as embalagens em que ele aparece para dizer basta ao racismo

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


2 de julho de 2018 - 4h45

Essa história é da Copa mas não aconteceu aqui na Rússia não, mas sim na Suécia. Após o segundo jogo da Suécia contra a Alemanha, um dos jogadores suecos, Jimmy Durmaz, foi vítima de ataques racistas em seus canais de mídia social além de ameaças de morte contra ele e sua família.

A reação do público sueco em defesa de Durmaz foi maciça. A Federação Sueca de Futebol anunciou também que processará todos os responsáveis pelos insultos. Em resposta a isso, foi lançada uma campanha que conseguiu uma enorme tração com celebridades e políticos chamada #backadurmaz (suporte Durmaz).

Como Jimmy Durmaz é um dos seis jogadores estampados nas latas da campanha da Copa do Mundo desenvolvida pela Coca-Cola na Suécia, a marca acabou no centro deste movimento beneficiada por um grande engajamento positivo nos seus canais sociais.

Consumidores chegaram até a criar uma embalagem de Coca-Cola Zero dizendo “Zero Racismo”, que tornou-se um dos posts da marca. O movimento segue com shows e eventos esta semana, embalados pela Copa do Mundo e campanhas políticas para as eleições que acontecem em breve na Suécia.

Publicidade

Compartilhe

Veja também