“Igualdade” e “respeito” são termos mais usados no Mês da Mulher

Buscar
Publicidade

Women to Watch

“Igualdade” e “respeito” são termos mais usados no Mês da Mulher

Levantamento da Stilingue by Blip apontou que 50% das publicações foram feitas no X, antigo Twitter


22 de março de 2024 - 9h10

Este ano, o Mês da Mulher teve grande repercussão nas redes sociais antes e depois do dia 8 de março, dia de sua comemoração. Foram mais de 70 mil publicações entre os dias 14 de dezembro de 2023 e 12 de março de 2024. O levantamento foi feito pela Stilingue by Blip, plataforma multicanal voltada para criar melhores experiências digitais entre marcas e consumidores.

De acordo com a empresa, a data trouxe mais reflexões do que homenagens. No início de março, o assunto já estava em alta nas redes sociais, mas foi no dia 8 que alcançou a maior volumetria, como esperado, com mais de 52 mil publicações sobre a data voltada às mulheres.

Com 50% das conversas presentes no X (ex-Twitter) e 30% no Facebook, temas como críticas ao conservadorismo e à violência contra a mulher foram evidenciados. 41% das publicações totais foram feitas por grandes marcas como Renner, Burger King e Olympikus, com campanhas ou ações que impulsionaram ou pegaram carona na maioria das outras postagens.

“Respeito” e “igualdade” foram dois dos principais termos utilizados. De acordo com a Stilingue by Blip, mais de mil publicações usaram as duas palavras juntas. A análise feita pela companhia aponta que essas publicações falaram, em sua maioria, sobre os problemas que as mulheres enfrentam em decorrência da ausência do respeito por parte de homens e empresas. 

Igualdade salarial em pauta

Com mais de 1.800 publicações sobre igualdade salarial, o assunto foi menos abordado que no ano anterior. Em 2023, foram registradas mais de 3 mil publicações sobre o tema. Ainda que em menor quantidade este ano, a conversa trouxe reflexões importantes, como a discussão sobre a luta pelo salário digno todos os dias, e não apenas na data comemorativa.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • W2W Summit 2024: Desafios da liderança e a arte de fazer escolhas

    W2W Summit 2024: Desafios da liderança e a arte de fazer escolhas

    Assista ao painel com Claudia Muchaluat, presidente da Intel Brasil, e Claudia Woods, CEO Latam da WeWork

  • Programa capacita mulheres negras para o mercado corporativo

    Programa capacita mulheres negras para o mercado corporativo

    Pacto Transforma conta com parceria da B3, Fundação Dom Cabral, Fundação Lenovo, Novonordisk, ADP Brasil e o apoio social da 99 Jobs e da consultoria Integrha