Impacto além do óbvio: o legado de ser um mentor social

Buscar
Publicidade

Opinião

Impacto além do óbvio: o legado de ser um mentor social

A mentoria social vai além do ensino: é uma troca mútua de experiências e perspectivas, rica em aprendizados para ambos os lados


15 de maio de 2024 - 7h51

(Crédito: Adobe Stock)

Você já parou para pensar no impacto positivo que pode ter ao compartilhar uns dos seus bens mais preciosos — tempo e conhecimento? Ser um mentor social não é apenas uma oportunidade de contribuir para o desenvolvimento de alguém, mas também um caminho poderoso para enriquecer a sua própria vida. 

O que é um mentor social? 

Um mentor social é alguém que voluntariamente orienta e apoia pessoas em vulnerabilidade social ou digital, ou mesmo colegas menos experientes, oferecendo-lhes orientação, conhecimento e incentivo. Esta prática nos revela que a mentoria social vai além do ensino: é uma troca mútua de experiências e perspectivas, rica em aprendizados para ambos os lados. 

A prática da mentoria reversa 

Durante um encontro com estudantes da SoulCode Academy, Flavia Molina compartilhou uma percepção valiosa sobre o aprendizado que vivenciamos: a mentoria reversa. Ao compartilhar nossas experiências, muitas vezes descobrimos que aprendemos mais do que ensinamos. 

Histórias de transformação 

A Carla nos ajuda a construir pontes na nossa jornada de mentoria social, onde já impactamos mais de mil vidas. Semanalmente, nos encontramos e é imensurável o sentimento de abrir a tela e encontrar executivos, empresários e pessoas que, após um dia intenso, estão ali, inteiras, abrindo seus corações e escutando generosamente cada história. Muitas vezes, choramos juntos, num choro de amor. Porque quando doamos genuinamente, esse sentimento transborda. 

Uma lição inesquecível 

Durante uma simulação de entrevista, eu fiz a mesma pergunta a uma mulher e depois a um homem: “Ocupando essa vaga, você terá viagens. Você tem disponibilidade?” A mulher detalhou as dificuldades que enfrentaria, mas ao final, afirmou que poderia viajar por ter uma rede de apoio. O homem simplesmente respondeu: “Sim”. 

Eu imediatamente me vi refletida nela; em muitas entrevistas, fiz o mesmo. Aprendi que devo trabalhar meu poder de síntese e não expressar, ao menos em alguns momentos, as dificuldades enfrentadas como mulher, trabalhadora, mãe e esposa quando precisamos viajar a trabalho. Esse tema é importante e necessário, mas uma entrevista não é o fórum para essa discussão, e refleti sobre como isso pode ter sido decisivo em processos nos quais não fui escolhida. Aprendemos juntas. 

Por que você deveria considerar ser um mentor social? 

Ser um mentor social permite que você: 

– Contribua significativamente para o futuro de alguém; 

– Amplie seu poder de escuta ativa, tornando também generosa; 

– Conecte-se com pessoas de diferentes gerações, condições sociais e backgrounds e aprenda com elas; 

– Desenvolva habilidades interpessoais, como comunicação e colaboração, e principalmente, exerça profundamente a empatia. 

Como começar? 

Tornar-se um mentor social é mais simples do que parece. Organizações como a SoulCode e outras iniciativas de educação inclusiva frequentemente procuram voluntários dispostos a compartilhar seu tempo e conhecimento. 

O ato de mentoria vai além do simples ato de ensinar; é uma experiência enriquecedora que oferece impacto positivo, tanto para o mentor quanto para o mentorado. Se você ainda não considerou essa possibilidade, talvez seja o momento de explorar como você pode deixar um legado bacana na vida de alguém e, ao mesmo tempo, enriquecer a sua própria. 

Ao nosso time de voluntários como mentores sociais, expresso orgulho e gratidão. Vamos juntas e juntos transformar vidas, as nossas e a daqueles que, na grande maioria das vezes, não teriam acesso a seres humanos incríveis como vocês. 

Nós, mentores sociais, talvez não vamos lembrar os nomes de todos os nossos mentorados, mas eles lembrarão certamente os nossos, e o nome disso é legado. 

Cada encontro, cada conversa, cada conselho, certamente fica em suas memórias e em suas trajetórias, um caminho para o futuro. Isso é o verdadeiro impacto de nossa dedicação. 

Ao considerar o papel de um mentor social, lembre-se que você está contribuindo para uma cadeia de mudanças positivas que não apenas apoia na formação de soft skills de futuros profissionais, mas, o mais importante, apoia o aprendizado de pessoas mais preparadas emocionalmente para o mundo corporativo. 

Portanto, se você sente o chamado para ser parte desta transformadora jornada, siga em frente.

O impacto de seus esforços se manifestará de maneiras que você talvez nunca veja completamente, mas será profundamente sentido por aquelas vidas que você transformou ao longo do caminho. 

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Algoritmos novos, vieses antigos: como a IA reforça estereótipos

    Algoritmos novos, vieses antigos: como a IA reforça estereótipos

    Especialistas refletem sobre a urgência de uma abordagem crítica e transparente na implementação de tecnologias de inteligência artificial

  • De estagiária a VP global: os 20 anos de Thais Hagge na Unilever

    De estagiária a VP global: os 20 anos de Thais Hagge na Unilever

    A nova VP global de marketing para Seda fala sobre sua trajetória na multinacional e como concilia a carreira com outras áreas da vida