Dados e transformação digital

Buscar

Webinar

Publicidade

Dados e transformação digital

Ivan de Souza, head de dados da Coca-Cola Brasil, fala sobre os desafios culturais para que empresas se tornem data driven e como fazer a coleta, gestão e aplicação de big data


13 de agosto de 2019 - 17h43

 

Ivan: “Dados só fazem sentido quando orientados para o problema que resolvem do consumidor”

O aumento na coleta e produção de dados, ao mesmo tempo que gera inúmeras oportunidades para as empresas, traz vários desafios, neste sentido, de que maneira criar uma cultura data driven e fazer a melhor gestão possível de seus dados? Essa foi algumas das perguntas respondidas por Ivan de Souza, head de dados da Coca-Cola Brasil no Webinar Meio & Mensagem.

De acordo com Ivan, a gestão de dados precisa levar em consideração a jornada e não apenas os dados de forma isolada. “Também tem uma questão cultural que é muito importante. Outro ponto importante sobre os dados é que é possível ir testando e experimentando no micro para depois aplicar no macro”, explica.

Sobre o equilíbrio entre a tecnologia e a cultura data driven, Ivan reforça que é importante tomar cuidado para que as ferramentas ou o fator técnico não se sobreponham à dor que será resolvida. “É muito mais sobre o problema a ser resolvido e o foco na jornada do consumidor do que a tecnologia ou a ferramenta a ser utilizada”, ressaltou.

Confira o quarto Webinar Meio & Mensagem.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Coca-Cola

  • dados

  • gestão

  • Big Data

  • Data Driven

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”