As estratégias do verão da marca solar Brizza Arezzo

Buscar

As estratégias do verão da marca solar Brizza Arezzo

Buscar
Publicidade

Marketing

As estratégias do verão da marca solar Brizza Arezzo

Em entrevista ao Meio & Mensagem, diretora da marca, Maria Toledo, revela estratégias da empresa para o ano de 2024

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


6 de fevereiro de 2024 - 7h07

No auge da pandemia, em novembro de 2020, a Arezzo se arriscou ao entrar em uma nova categoria de produtos – sandálias e chinelos injetados – com a marca Brizza. Após um ano como um negócio dentro da Arezzo, a Brizza acabou se destacando e, em 2022, se tornou uma marca independente da Arezzo.

Foi então que, Maria Toledo, que atua há mais de 10 anos na Arezzo&Co, reunindo passagens pelas marcas Schutz, Alme e Fiever, assumiu o cargo de diretora de marca da Brizza. Com isso, Maria e sua equipe passaram a trabalhar a marca Brizza de forma individualizada.

Brizza verão

Maria Toledo, diretora da marca Brizza Arezzo (Crédito: Divulgação)

“Pegamos esse core da marca, ela vira independente da Arezzo, ganha uma diretoria de marca e começa uma expansão”, explica a diretora. Atualmente, a Brizza conta com uma flagship na Rua Oscar Freire, em São Paulo, uma loja no segundo andar da Arezzo, em Trancoso, na Bahia, além da presença em lojas multimarcas, corners dentro de lojas Arezzo por todo o Brasil e um e-commerce.

Maria revela ainda que a Brizza abriu dias pop-up stores, uma em Mossoró, no Rio Grande do Norte, e outra em Aracajú, Sergipe, que estão indo muito bem. “Vendemos muito em São Paulo e no Rio, mas o Nordeste tem crescido muito, é muito expressiva a venda da Brizza lá, acredito que até por ser verão o ano todo”, reforça Maria.

Uma marca solar

Apesar de o verão ser uma estação do ano importante para a Brizza, seu produto “não é um produto de verão, mas um produto solar, para os dias de sol”, salienta a diretora. “O nosso posicionamento de marca é ser um produto que vai da praia à festa”, afirma Maria, ressaltando a ocasião de consumo da marca.

Apesar disso, para o verão deste de 2024, a Brizza vem realizando uma série de ações estratégicas com o intuito de se posicionar como uma das mais relevantes do período.

Brizza Verão

Brizza fecha collab com a designer Mariah Rovery (Crédito: Divulgação)

A série de ativações da marca começou no Réveillon, com o envelopamento do Mirante do Boldró, em Fernando de Noronha, Pernambuco, e com o lançamento de uma coleção em collab com a Flex by Mariah Rovery, nesta semana.

As ações se estendem até o fim do Carnaval, nos principais destinos do país, com ativações e produtos exclusivos no Camarote N1 e Nosso Camarote, com Rafa Kalimann como musa Brizza, além de uma ativação em Salvador, no Expresso 2222.

Em entrevista ao Meio & Mensagem, a diretora da marca, Maria Toledo, detalha as estratégias da marca para o verão e para o restante do ano. Confira abaixo:

Desempenho da marca

Meio & Mensagem – Como você avalia o desempenho da marca Brizza desde o seu lançamento em 2020 até agora?
Maria Toledo – O objetivo da Brizza, dentro de um produto comoditizado, é trazer a nossa fortaleza que é moda. É imprimir essa moda nesse produto comoditizado, trazendo o desejo para algo antes muito funcional. Em cima disso, também expandimos para a linha de sandálias sun sandals, que são sandálias de uma ocasião de uso mais outdoor, solar. Não é um produto de verão, mas um produto solar, para os dias de sol. 50% do nosso mix é flip flop, os outros 50% são sandálias e acessórios, como bolsas. O nosso posicionamento de marca é ser um produto que vai da praia à festa. Em 2022, viramos essa business unity com uma equipe de desenvolvimento de produto, marketing e compras. Pegamos esse core da marca, ela vira independente da Arezzo, ganha uma diretoria de marca e começa uma expansão. Abrimos a nossa flagship na Oscar Freire, em São Paulo; temos uma loja em Trancoso, na Bahia, no segundo andar da Arezzo, onde 50% das vendas é da Brizza; e temos as multimarcas por todo o Brasil, o nosso site e dentro das lojas da Arezzo tem um corner da Brizza, que depende de cada tamanho de loja. Também abrimos uma pop-up em Mossoró, no Rio Grande do Norte, e em Aracajú, Sergipe, que são só Brizza e que estão indo muito bem, porque um dos maiores do nosso público consumidor está no Nordeste. Vendemos muito em São Paulo e no Rio, mas o Nordeste tem crescido muito, é muito expressiva a venda da Brizza lá, acredito que até por ser verão o ano todo. E vamos expandir esse ano, vamos abrir quiosques da Brizza, temos planos audaciosos para crescermos. A Brizza, dentro do grupo, inaugura uma marca endossada, que é algo que no Brasil fazemos pouco hoje. A Brizza é uma marca, tem posicionamento e estratégia próprios, mas carrega no nome os 50 anos da Arezzo, como uma marca de reconhecimento e qualidade. Há uma ampliação de território de marca com a Brizza. A Brizza possibilita a Arezzo estar em territórios que antes não faziam muito sentido para a marca e dentro de uma outra estratégia. Quando falamos de produto, também exploramos o preço de entrada. A Brizza começa com R$ 49 e tem bolsas de R$ 599. Ela é uma marca de moda, ela gera desejo, traz tendência, mas tem uma distribuição de massa, pelo Brasil inteiro. Ela consegue ter esse selo de moda num produto para todos.

Estratégias para o verão

M&M – Quais são as estratégias do grupo para a marca Brizza durante o verão?
Maria – Como ela é uma marca solar, nos apropriamos muito do verão como um momento muito importante, principalmente, no Brasil como um todo. Além das datas comerciais de Dia das Mães e Natal, nos apropriamos muito do Réveillon e Carnaval. No Réveillon estávamos com muitas influenciadoras ativando a nossa loja de Trancoso, envelopamos Fernando de Noronha. A Brizza faz muito a estratégia de unir uma ativação de marca com uma frente comercial. Envelopamos o Mirante do Boldró, mas estávamos vendendo produtos lá. Estamos vendendo muito bem lá. Em Punta Del Este, temos uma multimarca parceria lá, onde fizemos uma ativação com influenciadoras e ponto de venda temporário nesta ocasião de verão. E fizemos uma campanha que chamava “Destino de Verão”, onde mapeamos pelo Brasil inteiro quais são os destinos referência de festas de Réveillon do público, que gera desejo de moda. E tivemos influenciadores, divulgando a marca em todos esses destinos de verão. Também pegamos o nosso star product, que é a Marrocos Mid, e colocamos no Brasil inteiro. Ele ultrapassou até a venda dos chinelos de borracha. E, agora, no Carnaval, começamos aqui em São Paulo com o Gueri-Gueri. Temos a Rafa Kalimann, que foi a nossa musa do verão e continuou conosco o verão todo, ela será musa do Carnaval. E no Carnaval, a estratégia é a seguinte: fizemos uma collab com uma designer chamada Mariah Rovery, para trazemos esse produto mais de designer de moda. Abrimos o Carnaval com isso, depois vamos para a Sapucaí, apoiando o Camarote Nº 1 e o Nosso, e o Camarote Expresso 2222, em Salvador, e o Gueri-Gueri, em São Paulo. Neles, distribuímos chinelo. No Carnaval, conseguimos ter acesso a um público de maior volume, qualificado, então vamos distribuir o produto da Brizza, o nosso chinelo de borracha, e um voucher para usar no nosso site. E no Camarote Nº 1 fizemos um produto com a marca Nº 1, porque eles estão começando a fazer produtos. Temos um chinelo e uma bolsa do Nº 1 para vender no nosso site e loja. É um início onde marcas de Carnaval estão se tornando relevantes e virando produtos. o Carnaval é um evento muito importante de exposição de marca mais massificado para a Brizza, mas com um público qualificado.

Planos para 2024

M&M – Quais são os planos da marca para o restante do ano?
Maria – Falando de produto, vamos solidificar os nossos ícones e lançar também novos ícones, porque somos lançadores de tendências neste segmento, depois o pessoal copia, mas tudo bem porque quando copia significa que é bom. Em relação à expansão, vamos abrir quiosques da marca nos principais shoppings do Nordeste e Sudeste, com muito foco na nossa chinelaria, e fazer uma reforma da nossa flagship da Oscar Freire, para ela ser mais um ponto de referência de experiência de marca, ainda neste ano. O e-commerce é um canal bem importante também para a marca e temos uma venda expressiva. Então, temos um investimento muito forte no digital para conversão de venda no digital, porque é um canal com uma pulverização no Brasil muito forte. O e-commerce também é um foco bem grande da marca. Vamos lançar o nosso inverno com a modelo Carol Trentini. Ela vai estar conosco durante o inverno como musa da marca. Também temos um truck. Para o cliente multimarca que compra um determinado número de pares, ele ganha um caminhão da Brizza, que para num ponto da cidade, ativa a marca, vende produto e é itinerante.

Fusão Arezzo&Co e Grupo Soma

M&M – Como a fusão da Arezzo&Co com o Grupo Soma pode impactar a marca Brizza?
Maria – Claro que agora não é uma aquisição, é uma fusão, mas vivemos isso com o Grupo Reserva. A identidade de marca é muito preservada. O Alexandre [Birman, CEO da Arezzo] preserva muito que cada marca tem que ter autonomia para tomar a sua decisão estratégica tanto de produto quanto de marketing como se fosse única. Cada marca tem uma diretoria, os diretores são blindados. As sinergias são muito sob o ponto de vista de governança, operacional, financeira, mas a parte de posicionamento de marca, de estratégia de marketing, é muito preservada, porque há concorrência interna. Então, é tudo muito blindado.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Procon-SP notifica McDonald’s pela falta do McFish

    Procon-SP notifica McDonald’s pela falta do McFish

    Entidade de proteção ao consumidor diz que ação foi motivada por queixas das pessoas sobre a dificuldade em encontrar ou resgatar o sanduíche comprado em pré-venda

  • Walmart adquire fabricante de smart TVs Vizio por US$ 2,3 bilhões

    Walmart adquire fabricante de smart TVs Vizio por US$ 2,3 bilhões

    Segundo informações da Bloomberg News, o acordo aceleraria o negócio de publicidade da varejista, o Walmart Connect