01 E 02 DE JUNHO DE 2022 | WTC São Paulo - SP
Publicidade

Evento ProXXIma

Dani Cachich, da Ambev: “Para ser relevante, é preciso ter coragem”

Abrindo a programação do primeiro dia do ProXXima 2022, executiva dividiu seus aprendizados sobre inovação e diversidade

Taís Farias
1 de junho de 2022 - 11h57

Em agosto do ano passado, após mais de quatro anos, Daniela Cachich deixou o cargo de chief marketing officer Latam para alimentos e bebidas da PepsiCo para assumir um novo desafio. A executiva foi escolhida como a responsável para liderar a Future Beverages, unidade da Ambev para produtos alcoólicos que estão fora de seu core, as cervejas. No palco do ProXXima 2022, a executiva contou que a vertical pretende trazer mais relevância e faz parte de uma transformação completa da companhia. “Ambev deixa de ser uma empresa de bebidas e vira uma grande plataforma”, contou Daniela.

 

Dani Cachich, no ProXXima 2022 (Crédito: Eduardo Lopes/ Imagem Paulista)

Com essa proposta, a empresa centrou sua atuação em cinco pilares: marcas, inovação conexão por meio da digitalização, conexão por meio da experiência e ESG. De fato, digitalização foi um conceito marcante no desempenho da Ambev, nos últimos anos, seja para o pequeno varejo ou nos seus negócios. “Mais que propor soluções para digitalizar o ponto de venda, nós trazemos formas para criar relevância para o negócio deles”, aponta Cachich.

Em paralelo, a companhia também avançou nas operações direct to consumer, como o e-commerce de bebidas Zé Delivery. Só no primeiro trimestre de 2022, foram realizadas cerca de 16 milhões de entregas. Daniela destaca que o nasceu como uma vertical pequena e focada em na experiência test and learn. “Através disso, fomos entendendo como oferecer experiência e uma dinâmica de apresentar inovações”, explica.

Essa premissa também se aplica, hoje, à Future Beverages. Hoje, a unidade consegue lançar um novo produto no mercado em apenas quatro meses. Para isso, a CEO da plataforma destaca que já havia sido tomada pelas lideranças da Ambev a decisão de investir em tecnologia e tê-la como uma prioridade estratégica. Atualmente, mais cinco mil pessoas focadas em tech trabalham na companhia. O portfólio da nova unidade de negócios conta com marcas como Beats Senses e drinks, Mike’s hard Lemonade e até uma água tônica em lata fruto de uma parceria com Beefeater.

Com esses produtos, Ambev quer ampliar suas ocasiões de consumo. “É uma área que traz uma incrementalidade de pessoas que não estariam consumindo cerveja”, conta a Daniela. E, para inovar e chegar à essas soluções, a executiva defende a necessidade de as empresas deixarem de entender a diversidade como uma questão social e levá-la para o core. “Não é uma questão de generosidade. É entender que muitas empresas perdem relevância, inovações que não fazem o menor sentido porque não tem representatividade”, defende.

Vestindo uma camiseta com os dizeres “Uma sobe e puxa a outra”, mote de um movimento organizacional da Ambev, Cachich afirmou: “Para mim, loucura é manter o status quo e ignorar 50% da população”, citando a questão de gênero. A executiva ainda refletiu sobre sua posição e a ascensão de executivos de mídia para cargos de CEO. “Nós temos que ter mais pessoas que têm essa sensibilidade de conversa com o consumidor em cargos de CEO”, defende.

Publicidade

Compartilhe