Fanta consolida conexão com o universo geek

Buscar

Marketing

Publicidade

Fanta consolida conexão com o universo geek

Pedro Abbondanza, diretor de marketing da marca, faz um balanço dos investimentos no mundo dos games e da cultura pop

Luiz Gustavo Pacete
7 de dezembro de 2020 - 14h00

 

Super Fan, super herói criado pela marca que apareceu na CCXP Worlds 2020

Durante os últimos dias, na CCXP Worlds, um super héroi circulou pelos universos digitais criados pela Omelete Company. O Super Fan, personagem criado para repreentar a Fanta, foi uma releitura do Laranjão, personagem que já havia marcado presença na versão física do evento, em 2019. A ação faz parte de uma plataforma maior, a #FantaOnNaCCXP, liderada pelo segundo ano conecultivo pela Ogilvy Brasil.

Tendo como alicerce criação de conteúdo e cobertura em tempo real do evento, o projeto reuniu mais de 30 profissionais que cuidaram dos canais sociais de Fanta e garantindo os super poderes do Super Fan. Essa é uma, entre várias outras ações nos últimos anos que conecta a marca com o mundo geek. Dos games ao entretenimento, transformar-se em uma marca conectada a esse universo foi uma premissa recente de Fanta.

“O que é incrível no formato deste ano, é que estamos sendo tão democráticos quanto a cultura geek. Não tem idade, perfil… o que vale é ser jovem de espírito e querer se divertir com uma boa história, assim como Fanta!”, diz Pedro Abbondanza, diretor de marketing da Fanta no Brasil que falou ao Meio & Mensagem sobre a aproximação da Fanta ao mundo geek.

Pedro Abbondanza

Meio & Mensagem – Qual o balanço de 2020 para a marca do ponto de vista de investimento no universo de games? Por que Fanta criou uma conexão tão forte com esse público?
Pedro Abbondanza – O ano de 2020 foi excelente para ampliarmos nossa conexão com os games, mas importante lembrar que a ligação entre Fanta e este universo é algo que já estamos construindo há anos e, neste ano, demos sequência à grandes ações, como Fortnite, e ampliamos outras, como Clash Royale e nossa parceria com Player 1. A escolha deste território para a marca vem da conexão historicamente muito forte de Fanta com diversão e nós acreditamos que para construir isso, fazer é infinitamente mais importante que falar.

M&M – Quais foram os aprendizados dessa relação e o que você diria para outras marcas que olham para esse mundo?
Abbondanza – O conceito de ‘test & learn’ é extremamente importante. Fazer acontecer para ouvir a reação das pessoas e ir ajustando durante a jornada é crucial, mas precisamos lembrar sempre que nada disso pode acontecer sem antes nos aprofundarmos no universo, para não “dar bola fora”. Ser consistente também é um ingrediente necessário. O caminho de patrocinar um evento ou time de e-sports é uma solução que muitas marcas adotam em um ano e depois mudam de rumo no ano seguinte, abandonando os parceiros e não criando conexões verdadeiras. Fanta tem apostado nisso nos últimos anos e seguirá para os próximos – o que nos permitirá explorar todo o potencial do território, além de ser relevante na relação com os gamers no tempo.

M&M – A CCXP também viveu um ano atípico em vários sentidos. Como foi essa jornada como patrocinador e o que vocês esperam da edição deste ano?
Abbondanza – A CCXP é uma experiência incrível e única para quem participa, seja como marca ou como fã da cultura geek. Fomos muito felizes com a parceria em 2019, e para o novo formato apresentado este ano: um evento mundial com todas as CCXPs conectadas ao mesmo tempo e trazendo mais oportunidades para outras pessoas participarem, uma vez que é 100% online – ou seja, pessoas de qualquer lugar do mundo conseguirão ter acesso aos conteúdos. O evento contou com uma narrativa completa de Fanta construída em cima dos códigos geeks.

M&M – O que você, como marca, tira dessa relação com o mundo geek? O que os fãs e as comunidades ensinam sobre isso?
Abbondanza – É uma comunidade muito engajada. Por isso, quanto mais aprendemos com eles, mais próximos deles ficamos, e mais valor para eles podemos entregar. Não mensagens, mas sim experiências e diversão. É um público que está sempre em busca de novidades: conteúdos novos, mapas, filtros, personagens… O aprendizado aqui é como trazer consistência para a estratégia, sempre com inovação. Fortnite é um belo exemplo: ano passado lançamos nosso primeiro mapa criativo no game e este ano demos continuidade por meio de um novo mapa com muitos desafios semanais. Fanta foi a pioneira em ativações dentro do jogo e, hoje, podemos encontrar diversas outras marcas surfando nesta onda. Uma outra coisa fascinante para as marcas é que este é um público apaixonado por grandes histórias, é um DNA central geek seja nos livros, filmes ou jogos. Para uma marca (e para um marketeiro), esse é um desafio incrível: qual narrativa contar no tempo para que as pessoas curtam, se conectem e queiram participar de verdade, não por verem um anúncio repetidamente em um meio, mas sim pelo que a história conta para elas.

M&M – E 2021, como será o ano da marca? Veremos mais ações em games? Pode dar alguns spoilers?
Abbondanza – Com certeza! Ainda falando de 2020, recentemente tivemos duas ações bem legais no Fortnite e no Clash Royale e, depois da CCXP Worlds, teremos nossa última ação de game do ano: vamos reviver o “Saga dos Lanchos”. O jogo, mobile e desenvolvido junto com a Gameloft, foi um sucesso ano passado, e vamos trazer com uma nova roupagem, uma mega parceria com o McDonalds e mais vantagens para os gamers de plantão. Para 2021, além da consistência que comentei com os parceiros e iniciativas de Fanta, queremos ir mais fundo nas experiências e games mobile. Muita coisa bacana pela frente!

Publicidade

Compartilhe