Análise de dados passa a ser componente importante para a criatividade

Buscar

Cannes Lions

17 a 21 de junho de 2024 | Cannes - França

Diário de Cannes

Análise de dados passa a ser componente importante para a criatividade


9 de junho de 2017 - 10h40

A edição de 2017 do Cannes Lions será a minha terceira experiência consecutiva no maior festival de criatividade do mundo. Ainda guardo com carinho a primeira vez em que marquei presença por lá, no ano de 2015, integrando o programa R/GA Start-up Academy, que reuniu as 15 startups mais promissoras do mercado publicitário global.

A minha segunda participação aconteceu no ano passado, em 2016, quando fui chamado para palestrar no Discovery Stage. Lá, apresentei o painel de conteúdo “What’s Inside Counts”, onde compartilhei com o público como a tecnologia de geolocalização indoor está mudando para sempre a publicidade e a tecnologia.

Nesta minha terceira participação, que ocorrerá no próximo dia 19 de junho, no Discovery Stage, dividirei o palco com Anna Bager, vice-presidente sênior e gerente geral de mobile e vídeo da IAB, e Daniel da Hora, CCO da DH;LO Creative Boutique, para discutir o impacto da tecnologia de geolocalização indoor na publicidade, no painel “State of Geolocation Art: Where Will It Lead Us?”.

A minha maior expectativa para o Cannes Lions 2017 é ver como o mercado irá reagir diante de algumas mudanças que ganharam força esse ano: como o uso de dados, notoriedade no evento de 2016. O amadurecimento do mercado ao utilizar esse tipo de recurso evidencia o valor dos profissionais criativos durante a criação de inovações por meio da análise de dados.

Ainda no terreno dos dados, as tecnologias de geolocalização disponíveis no mercado têm sido cada vez mais questionadas. A cada dia que passa, as marcas e agências estão mais conscientes sobre os altos índices de fraudes nos dados, que afetam quase 70% do total, e os problemas de precisão. Mas ainda adiam o momento em que vão tomar uma atitude concreta para enfrentar esses problemas.

Com o aumento da adoção dos dados como elementos indispensáveis na hora de criar e segmentar uma campanha, temas como fraude e privacidade se tornaram centrais no debate sobre o meio digital. Quando será que os anunciantes vão começar a levar esse assunto com seriedade?

Outro tópico que chama bastante a minha atenção é a inteligência artificial. Há um grande hype em cima do assunto, todo mundo fala sobre isso, mas são poucas as empresas e marcas que trazem algum tipo de inovação real utilizando AI. Será que o Cannes Lions 2017 vai trazer alguma novidade sobre as aplicações dessa tecnologia no mercado publicitário?

Além da inteligência artificial, as tecnologias de realidade virtual e realidade aumentada – VR/AR, também ganharam a boca do povo. Desde a explosão do game Pokémon GO e da ressurreição dos óculos de realidade virtual, todo mundo quer fazer parte do seleto grupo que já desenvolve soluções com esse tipo de tecnologia. Porém, é importante frisar que, até o momento, ninguém conseguiu desenvolver um modelo focado na aplicação dessas tecnologias que permitam a adoção em massa. A maioria das aplicações desenvolvidas a partir dessas tecnologias contam com um consumo de bateria muito alto e exigem dispositivos com uma capacidade de processamento poderosa.

Espero que o Cannes Lions 2017 seja surpreendente e encha os profissionais brasileiros com boas ideias. Assim, poderemos manter o nome do Brasil no mapa da inovação mundial.

Publicidade

Compartilhe

Veja também