Direct e Media: as duas áreas mais promissoras para o Brasil

Buscar

Cannes Lions

17 a 21 de junho de 2024 | Cannes - França

Cannes

Direct e Media: as duas áreas mais promissoras para o Brasil

Com 37 chances de Leões em Direct e 28 em Media, País disputa prêmios com cases multimídia


16 de junho de 2024 - 13h52

“Patrocínio Limpo”, da DM9 para Consul, tem nove chances de Leões em Media, PR e Outdoor (Crédito: Divulgação)

Direct e Media são as duas competições do Cannes Lions em que o Brasil tem mais chances de conquistar Leões em 2024. O Festival Internacional de Criatividade, que começa a entregar seus prêmios nesta segunda, dia 17, aproveitou o domingo quente na Riviera Francesa para divulgar nada menos do que onze listas de finalistas.

Somadas, essas onze áreas dão ao Brasil 136 chances de Leões, com destaque para os 37 finalistas em Direct e os 28 em Media. Nessas duas competições, o País só tem menos menções no shortlist do que os Estados Unidos.

Considerando as demais nove categorias que divulgaram shortlists neste domingo, as chances do Brasil são de 14 em PR, 10 Leões em Social & Influencer, 9 em Design, 9 em Entertainment for Gaming, 9 em Entertainment for Sport, 9 em Industry Craft (área em que há 12 peças brasileiras no shortlist), 7 em Entertainment for Music, 2 em Digital Craft e 2 em Entertainment.

As chances de Leões são diferentes do total de menções nos shortlists porque, na hora de conceder os prêmios, os júris de Cannes agrupam as peças de uma mesma campanha que estejam concorrendo na mesma subcategoria.

Entre as características dos concorrentes brasileiros incluídos nos shortlist estão a amplitude multimídia, com diversos cases disputando Leões em várias áreas, e a cocriação com escritórios de agências das mesmas redes instalados em outros países.

Um exemplo do primeiro aspecto, dos cases multimídias é “Patrocínio Limpo”, da DM9 para Consul, que, com o objetivo de promover a lava-roupas da marca, tirou todos os patrocinadores da camisa do Clube Atlético Juventus. São nove as chances de Leões da ação, sendo três em Media, três em Direct e três em Outdoor – área que divulgou finalistas no sábado e é a terceira com mais finalistas brasileiros, dando 21 chances de Leões ao Brasil.

Já a união de equipes de vários países em projetos de cocriação, que foi algo que explodiu no festival do ano passado, volta a aparecer nos cases que concorrem aos Leões de 2024. O principal caso envolvendo o Brasil é o de “Thanks for Coke-Creating”, que reuniu os escritórios da VML de Nova York, Kansas, São Paulo, Cidade do México e Joanesburgo, e disputa Leões em 6 das 20 áreas que já divulgaram finalistas.

O trabalho conjunto de agências do Brasil com suas coirmãs norte-americanas é facilitado pelo fato de vários líderes criativos brasileiros ocuparem atualmente lugares de destaque em agências e redes globais sediadas nos Estados Unidos. Menos comum são as cocriações com outros países latino-americanos, como ocorre com quatro cases finalistas em Direct: “Reprinting Nica”, da Havas Costa Rica e da BETC Havas para o jornal La Prensa; “Kintsugi”, dos escritórios da Leo Burnett do Brasil e do México para Oreo; e dois finalistas da Grey São Paulo desenvolvidos em parceria, um com a Maruri Guayaquil, do Equador, e a Grey Argentina (“Rice of Glory”, para Super Extra), e outro com a Circus Grey, do Peru (“Andes Hens”, para La Calera).

Confira, a seguir, todos os cases brasileiros incluídos nos shortlists divulgados pelo Cannes Lions até domingo, dia 16

Audio & Radio

Design

Digital Craft

Direct

Entertainment

Entertainment for Gaming

Entertainment for Music

Entertainment for Sport

Film Craft

Glass

Health & Wellness

Industry Craft

Innovation

Media

Outdoor

Pharma

PR

Print & Publishing

Social & Influencer

Titanium

Publicidade

Compartilhe