Quando o aporte é só a ponta do iceberg

Buscar

Opinião

Publicidade

Quando o aporte é só a ponta do iceberg

Na comunicação corporativa, o anúncio de um aporte se torna uma grande oportunidade de reforçar os valores e a estratégia de negócios do cliente


16 de setembro de 2021 - 6h00

Os números do ecossistema brasileiro de inovação se tornam a cada ano mais intensos. Até agosto, o volume de investimentos em startups soma US$ 6,6 bilhões, segundo dados do Distrito, em 457 negócios (aportes, fusões e aquisições). Esse número é 86% maior que o de todo o ano de 2020 (US$ 3,5 bilhões), que havia sido o recordista até então.

O Brasil também ocupa uma posição de destaque em toda a América Latina. Segundo a plataforma de análises internacionais PitchBook, até julho os fundos de venture capital haviam investido cerca de US$ 8,8 bilhões em startups na região, valor superior à soma dos dois anos anteriores. Os maiores aportes foram feitos em empresas daqui, como Nubank, Loft e QuintoAndar.

Do ponto de vista de comunicação, a notícia de um novo aporte é uma grande oportunidade de reforçar as mensagens-chave da empresa e posicionar a startup da maneira correta. Aproveitando o calor do momento do investimento recebido, a startup assume os holofotes por alguns minutos e pode, se souber aproveitar bem esse tempo, comunicar temas e conceitos que nem sempre têm a visibilidade necessária.

Quente x frio

Obter retorno de mídia com o anúncio de um aporte relevante, especialmente quando ele faz a startup se tornar um unicórnio (valuation superior a US$ 1 bilhão), é como contratar o Messi para seu time: garantia de visibilidade. Afinal de contas, é praticamente garantido que todo veículo de comunicação importante para seu setor abrirá espaço para pelo menos uma notinha sobre o aporte.
A questão é ir além disso.

Em uma estratégia de comunicação bem desenvolvida, talking points relevantes para a startup, como seus valores, premiações obtidas, produtos, cases de sucesso de clientes e a força da marca como empregadora, ganham destaque nesses momentos. A notícia “quente” do novo aporte serve, assim, como um degrau para que a empresa deixe claro seu posicionamento, sua visão de mercado, sua missão.

E, como toda estratégia, é preciso pensar algumas jogadas adiante. A hora de planejar os talking points a serem comunicados é bem antes do aporte. A notícia quente do novo investimento, nessa estratégia, é a oportunidade de comunicar todo um conjunto de valores e princípios.

Do ponto de vista de comunicação, a notícia de um novo aporte é uma grande oportunidade de reforçar as mensagens-chave da empresa e posicionar a startup da maneira correta (Créditos: Startup Stock Photos/Pexels)

Para isso, esteja atento aos seguintes aspectos:

Saiba com quem falar

O anúncio do aporte é o momento de falar diretamente com os públicos-alvo da empresa: consumidores, investidores, colaboradores, tanto os atuais quanto os potenciais.

Mapeie as oportunidades

Cada canal oferece possibilidades diferentes para alcançar cada público, com recortes diferentes. Para um veículo de comunicação focado em toda a América Latina, pode fazer muito sentido mostrar que o novo investimento será usado para ampliar a equipe em toda a região. Já um veículo especializado em um determinado setor pode ter interesse em aprofundar o tema do aporte quando seu segmento de mercado será contemplado com esse investimento.

É uma questão de buscar o veículo certo para trabalhar cada abordagem. Publicações do nicho em que a empresa atua são um foco importante: uma martech certamente terá mais facilidade para encontrar espaço (ou obter mais visibilidade) no Meio & Mensagem, enquanto uma insurtech tem mais fit com um veículo como o CQCS, e assim por diante.

Outra abordagem que funciona é utilizar o regionalismo a seu favor, já que somos todos bairristas. Até os gaúchos (rsrs)! Todo veículo local ou regional terá uma simpatia maior pela startup da cidade ou do estado.

Analise a pauta de forma ampliada

Pensar em diferentes formatos de comunicação é uma forma de multiplicar o alcance da pauta. O aporte pode abrir uma oportunidade para que o fundador da startup participe de uma live ou de um podcast e contar não apenas sobre o novo investimento, mas sobre a história, os valores e as perspectivas do negócio.

O profissional de PR pode aproveitar o investimento para dar um novo enfoque e incluir vários clientes na pauta. Um bom exemplo é mostrar que, por exemplo, fintechs receberam uma série de aportes ao longo do mês anterior – e incluir os clientes como cases.

Esteja atento aos movimentos do mercado

Esse é um conselho que nunca sai de moda. É essencial estar atento a tudo o que acontece no setor. Mapeie aportes divulgados por outras startups recentemente, já que eles podem aumentar o interesse em um determinado segmento ou em certas empresas. Também acompanhe estudos e pesquisas para identificar oportunidades de inclusão de seus clientes como pautas futuras.

Ao fazer esse rastreamento, busque conexões pouco óbvias, que possam chamar a atenção do veículo de comunicação e criar mais oportunidades de divulgação. Um estudo internacional, combinado a um mapeamento de tendências de um bureau, pode oferecer um contexto para apresentar sua startup cliente sob uma ótica diferente. O crescimento da presença de startups entre as maiores e melhores empresas do País, ou entre as melhores empregadoras nacionais, é um bom exemplo de enquadramento da pauta.

Construa o relacionamento

Lembre-se, acima de tudo, que a jornada de comunicação de um cliente não é uma corrida de 100 metros, e sim uma maratona. Cada contato valoriza a próxima interação e constrói uma história do cliente junto ao veículo.

A postura do profissional de PR que interage com o veículo de comunicação, propõe pautas e, principalmente, ajuda o jornalista a “resolver” as pautas, faz maravilhas no presente e no futuro. Um time de PR proativo, que abraça as pautas dos veículos, economiza tempo do jornalista e aumenta a chance de encontrar mais oportunidades.

Isso acontece com uma certa frequência aqui na Pineapple Hub, e é algo que estimulamos sempre. Se nosso time de PR é contatado para uma pauta, digamos, sobre o aumento dos investimentos em healthtechs, a conversa com o jornalista pode gerar ganchos para outras oportunidades para o mesmo cliente ou, até mesmo, para outras empresas atendidas.

O profissional de PR com o radar sempre ligado é capaz de, em uma conversa, encontrar possibilidades inesperadas para seus clientes.

Anúncios de investimentos em uma startup são momentos muito importantes para a vida das empresas. E, com frequência, se tornam uma oportunidade de reforçar o relacionamento com os veículos de comunicação e criar oportunidades mais profundas para fazer o cliente crescer e aparecer.

Publicidade

Compartilhe