As atividades e ações do Cannes Lions voltadas à diversidade e inclusão

Buscar

Cannes Lions

17 a 21 de junho de 2024 | Cannes - França

Cannes

As atividades e ações do Cannes Lions voltadas à diversidade e inclusão

Dentro e fora do Palais, palestras, debates e celebrações pretendem conectar e ampliar a presença dos grupos minoritários no festival

Meio & Mensagem
14 de junho de 2024 - 16h22

Cannes diversidade

(Crédito: Celina Filgueiras)

Quando Adrianne Smith participou pela primeira vez do Cannes Lions, em 2017, ela sentiu-se energizada pelo ambiente criativo do evento mas notou algo preocupante.

“Das 20 mil pessoas presentes, apenas 200 se pareciam comigo”, relembra a sênior VP e chief diversity and inclusion officer da FleishmanHillard. “Então, cada pessoa não-branca que eu via, fazia questão de acenar. A maior parte dessas 200 pessoas, provavelmente, eram equipes de suporte ou de apoio”, declarou.

Essa surpreendente falta de diversidade no evento levou Smith a criar a Inkwell Beach, a primeira área de diversidade e inclusão na praia do festival. Essa é uma de um grupo crescente de ativações criadas para amplificar vozes diversas a um festival que nasceu há sete décadas e que vem evoluindo de forma lenta.

Por meio de esforços de grupos independentes como o de Smith – e o do próprio Festival, que nomeou seu primeiro chief DE&I officer – Cannes fez progressos no sentido de se tornar mais inclusivo, mas muitas pessoas dizem que ainda há muito a ser feito.

Abaixo, estão algumas iniciativas voltadas aos temas de diversidade e inclusão que aparecerão em Cannes neste ano.

Inkwell Beach

A Cannes Can: Diversity Collective, organização sem funs lucrativos que lançou a Inkwell Beach, foi criada em 2019. O nome Inkwell Beach, dado em homenagem ao paraíso afro-americano localizado em Martha’s Vineyard, tem sido um pilar de oferta de conteúdo sobre diferentes temas do setor. Neste ano, entre os palestrantes do espaço estarão Queen Latifah, John Legend, Deepak Chopra, bem como executivos da Mastercard, Expedia, Translation, TikTok, McCann, Google e Microsoft.

Mais acesso à equidade

O primeiro chief DE&I officer do Cannes Lions, Frank Starling, está trabalhando na ampliação do que ele chama de acessos de equidade ao festival. Para isso, o Cannes Lions prometeu investir mais de US$ 1 milhão para fornecer entradas gratuitas a membros de comunidades subrepresentadas. Essa iniciativa complementa alguns programas já existentes em Cannes, como o See It, Be It, que oferece participação gratuita no festival e mentorias a um grupo de 16 mulheres ou pessoas não-binárias, e o Lions Scholarship, que convida 10 pessoas com menos de 30 anos para participarem gratuitamente do evento.

O Festival também criou uma área para pessoas com cães-guia nos palcos principais do Palais; instalou banheiros de gênero neutro e tecnologia integrada à sinalização para orientar pessoas com deficiência visual, de acordo com Starling, que, pela primeira vez, participará do Cannes Lions. É a primeira vez, também, que Cannes terá uma celebração pelo Eid-al-Adha, feriado islâmico que será comemorado na próxima segunda-feira, 17.

O Google Beach irá sediar uma celebração Pride na terça-feira, 18, seguida de um evento LGBT+ oferecido por Revry no Palais na sexta-feira, 21. O festival também preparou um guia de acessibilidade neste ano.

Há também novos patrocinadores focados em direitos de gênero e empoderamento. A Women in Advertising and Communication Leadership e a empresa de relações públicas Propeller Group apresentarão o Empower Café, um hub inclusivo e centrado nas mulheres, que terá painéis e outros eventos ao longo da semana.

Haverá diversos painéis em Cannes baseados no papel da inteligência artificial para a criação de esforços inclusivos de marketing. Na quinta-feira, 20, o WPP promoverá um painel em sua ativação na praia abordando a forma pela qual marcas como Honda e Microsoft estão utilizando a IA para alcançar mercados inexplorados. Entre os palestrantes estão Christina Mallon, head of inclusive design da Microsoft, e Josh Loebner, global head of inclusive design da VML. Também acontecerão vários outros painéis sobre IA, com palestrantes do Omnicom, McCann, Microsoft e Accenture Song.

O Cannes Lions também firmou parceria com a TimeTo, uma inciativa da indústria criada para enfrentar o assédio sexual na publicidade com foco na orientação e educação sobre o tema do assédio sexual nos eventos da indústria. Isso será promovido por meio de uma série de anúncios de OOH, com criação original de Lucky Generals.

O Female Quotient’s Equality Lounge retorna este ano, no Hotel Martinez. Ao longo da semana, palestrantes como Kate Jhaveri, global head marketing do TikTok; Carla Hassan, chief marketing officer da JPMorgan Chase & Co; Cathy Oh, head de marketing da Samsung Ads; Sophie Bambuck, CMO da North Face; Kellyn Smith Kenny, chief marketing and growth officer at AT&T; Tammy Henault, CMO da NBA e Erin Riley, CEO da TBWA\Chiat\Day nos Estados Unidos, estarão no local.

Black at Cannes

A Black at Cannes, uma organização criada para assegurar a inclusão de profissionais negros na publicidade, também retorna neste ano com a Black House. A organização colabora com o Festival para aumentar a representatividade de jurados negros, além de oferecer espaços para executivos negros ao longo do evento.

O fundador e CEO da Black at Cannes, Peter Ukhurebor, disse ter visto um declínio no interesse de holdings e companhias em patrocinar a organização neste ano, em comparação com anos anteriores.

No ano passado, Black at Cannes teve 10 patrocinadores, de acordo com Ukhurebor, como Unilever, the Jordan Brand, TBWA\Chiat\Daym Ebony, Vice and News UK. O WPP foi patrocinador em 2022 e o Google é o único patrocinador da edição neste ano.

Ukhurebor acredita que a queda nos patrocínios é indicativo de um problema maior da indústria, e que marcas e holdings recuaram nas promessas feitas após o assassinato de George Floyd, em 2020.

“O próprio Cannes Lions têm sido liberais na introdução de novos países e dando oportunidades a pessoas de diferentes perspectivas. Então, estou perplexo com o fato de as agências não estarem seguindo o exemplo quando deveriam estar na vanguarda da inovação e da mudança”, disse Ukhurebor.

Juneteenth

Além de brindar no Inkwell Beach na segunda-feira, o Group Black trará a “Club Quarantine”, uma festa com apresentação ao vido do DJ D-Nice, na quarta-feira, no Hotel Barriere Le Majestic. No ano passado, o evento teve a participação especial do rapper Q-Tip.

“Antes do Group Black não havia esse tipo de lugar e presença em Cannes”, disse Cavel Khan, chief growth officer do Group Black. “Trata-se de ter certas conversas e trazer a cultura para Cannes. É para isso que o Club Quarantine vem”, diz.

Publicidade

Compartilhe