Cannes Lions cancela evento presencial na França

Buscar

Comunicação

Publicidade

Cannes Lions cancela evento presencial na França

Festival Internacional de Criatividade será realizado de forma 100% digital e voltará a premiar os melhores trabalhos da indústria criativa

Taís Farias
7 de abril de 2021 - 9h11

Premiações retornam em 2021, mesmo sem evento presencial (Crédito: Reprodução)

Em um comunicado divulgado na manhã desta quarta-feira, 7, a organização do Festival Internacional de Criatividade de Cannes anunciou que não será realizada a edição presencial do evento em 2021, em razão da pandemia da Covid-19. Ao longo da semana, com o rigoroso lockdown imposto na França, chegou a ser especulada a possibilidade de o Festival ser realizado em Nova York. No entanto, o anúncio desta quarta-feira descarta essa possibilidade.

Segundo os organizadores, o evento será realizado entre os dias 21 e 25 de junho, de maneira completamente digital. O formato já foi testado com o Cannes Lions Live, em 2020. A novidade neste ano é que, mesmo sem um evento presencial, Cannes vai voltar a analisar e premiar os melhores trabalhos da indústria criativa. “É o retorno do nosso benchmark em um momento que a indústria precisa refletir, mas também olhar para frente”, escreveu Simon Cook, managing director da Lions.

Com o cancelamento do evento, as premiações não aconteceram em 2020. A nova edição também se apresenta como uma prova de fogo para o Lions Membership, projeto lançado pela organização do Festival em março deste ano e que, por meio de uma assinatura anual, quer consolidar um grupo de membros participantes do Cannes Lions. Todos os assinantes do serviço, que tem custo anual de 249 euros, terão acesso ao Cannes Lions Live. Profissionais que já foram premiados no passado ou em 2021 também se tornarão membros.

Os passes digitais individuais para o Cannes Lions 2021, sem os benefícios dos membros, começam a ser vendidos em maio, também pelo valor de 249 euros. A organização afirmou que jovens talentos, com menos de 30 anos, terão desconto.

Em fevereiro, pessoas próximas ao caso já haviam informado que Cannes estaria repensando seu formato para 2021, já que a expectativa da organização de que as vacinas fossem amplamente distribuídas mundo afora e que as viagens internacionais fossem retomadas não se cumpriu como esperado. O momento também não é positivo do ponto de vista financeiro.

A Ascential, dona do Cannes Lions, registrou grande perda em 2020 depois de ser forçada a cancelar o evento do ano passado devido à pandemia. Sua receita caiu 31% para £ 264 milhões (US$ 367 milhões) no ano passado, fazendo com que seu lucro operacional despencasse de £ 2 milhões em 2019 para um prejuízo de £ 167 milhões (US$ 232 milhões) em 2020. As vendas em sua divisão de marketing caíram 60% após o cancelamento do Cannes Lions 2020.

*Crédito da foto no topo: Ajwad Creative/iStock

Publicidade

Compartilhe